Xiaomi pode vender meio milhão de celulares dobráveis em 2021, dizem analistas

Xiaomi pode vender meio milhão de celulares dobráveis em 2021, dizem analistas

Por Diego Sousa | Editado por Wallace Moté | 06 de Maio de 2021 às 17h30
Divulgação/Xiaomi

Após a Xiaomi vender mais de 30 mil unidades do Mi Mix Fold em apenas um minuto no dia do lançamento, analistas preveem que o primeiro smartphone dobrável da chinesa pode alcançar a marca de 500 mil unidades vendidas em 2021. O aumento deve se dar em função da popularização do painel de poli-imida (CPI), além do possível aumento nas remessas globais de celulares flexíveis, que devem dobrar este ano.

Relatórios internos divulgados recentemente informaram que a demanda por painéis de poli-imida (CPI), principal material da tela dobrável do Mi Mix Fold, deve sofrer um aumento significativo nos próximos meses, já que diversas fabricantes devem começar a apostar no segmento de smartphones dobráveis a partir deste ano — atualmente, a tecnologia divide o setor de dispositivos flexíveis com o Ultra-thin Glass (UTG) da Samsung, que equipa seus modelos mais recentes.

A responsável pela tela do Mi Mix Fold é a Cologne Industries, que começou sua produção de CPI em 2019 e atualmente fornece sua tecnologia para cerca de 90% dos notebooks, tablets e até eletrodomésticos vendidos no mercado chinês, segundo dados da própria empresa — o laptop dobrável ThinkPad X1 Fold, da Lenovo, usa a solução. O primeiro Galaxy Fold, aliás, também chegou a usar tecnologia parecida, mas mudou para o vidro ultrafino UTG na geração seguinte.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A expectativa da fabricante é atingir uma taxa média de crescimento anual de 60% no mercado global de telas dobráveis, provavelmente considerando a alta proporção do mercado chinês em relação às outras regiões. A Xiaomi deve continuar como uma de suas principais parcerias com o desenvolvimento do Mi Mix Fold.

Somente no primeiro minuto após o início das vendas do celular dobrável, no dia 16 de abril, a Xiaomi arrecadou mais de 400 milhões de yuans chineses, o equivalente a R$ 340 milhões em conversão direta para a nossa moeda. Em números, isso significa que foram vendidos pouco mais de 30 mil unidades do Mi Mix Fold em apenas um minuto, o que é uma marca impressionante tendo em vista que o smartphone foi lançado por salgados 12.999 yuans, cerca de R$ 10 mil.

Mesmo caro, Mi Mix Fold vem chamando atenção (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Terceira maior fabricante do mundo

De acordo com o relatório trimestral da Luotu Technology sobre a análise da comercialização mundial de smartphones, a Xiaomi foi uma das empresas que mais cresceu no setor durante os três primeiros meses de 2021. A chinesa teria vendido 49 milhões de celulares no período, uma taxa de crescimento ano a ano que ultrapassa os 60%. Somente na China, a companhia é dona de 16% de market share.

Fonte: ITHome  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.