Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Xiaomi, Huawei e outras marcas criam padrão de HDR em camada única

Por| Editado por Wallace Moté | 21 de Março de 2024 às 16h45

Link copiado!

Reprodução/Xiaomi
Reprodução/Xiaomi

Um grupo de marcas chinesas que inclui Xiaomi, Huawei, Honor e Oppo acabou de ter um novo padrão de alto alcance dinâmico (HDR) aprovado pela Aliança de Indústria de Vídeo Ultra HD (UWA). A ideia pode melhorar os resultados em fotos dos celulares e outros dispositivos dessas empresas, além de ajudar na parte de privacidade. 

No total, dois novos padrões aparecem nas documentações: o HDR de camada simples, e o de camada dupla. Ambos são voltados para capturas de conteúdos estáticos, e foram desenvolvidos em conjunto com o Instituto de Padronização de Tecnologias Eletrônicas da China. 

Continua após a publicidade

A tecnologia de HDR não é necessariamente nova, e atua para permitir que fotos com grande discrepância de iluminação (ou seja, com partes muito claras e muito escuras ao mesmo tempo) tenham todos os seus elementos visíveis com nitidez. 

Para isso, o método utilizado costuma ser o da captura de múltiplas imagens em alcance dinâmico padrão (SDR)  praticamente ao mesmo tempo, com diferentes níveis de exposição. Na sequência, os elementos que estejam expostos corretamente (ou seja, com a claridade certa) em cada parte da imagem são unidos em um resultado agregado. 

No entanto, a novidade está na tecnologia de HDR com camada simples, que ainda está em desenvolvimento por parte das marcas e pode ser completada no final deste ano. De acordo com a documentação da UWA, as vantagens da nova solução incluem:

Continua após a publicidade
  • A capacidade de capturar fotos em HDR sem a necessidade de registrar conteúdos adicionais em SDR
  • Maior eficiência na edição de imagens em HDR, sem a necessidade de ajustar as fotos SDR
  • Maior capacidade de compressão, o que economiza espaço de armazenamento e largura de banda de transmissão
  • Possibilidade de apagar informações privadas durante a distribuição de imagens HDR

A documentação do novo padrão ainda contém algumas informações mais burocráticas, como o formato de distribuição das imagens em HDR de camada simples. Isso inclui formatação das fotos, metadados, conversão de HDR em SDR e diretrizes para produção, edição, transmissão e visualização dos conteúdos que trazem a tecnologia. 

Como ainda faltam alguns meses para o formato ser finalizado, ele não deve aparecer nos próximos celulares das marcas a curto prazo. Mesmo assim, é possível que a tecnologia comece a ser disponibilizada a partir do ano que vem, provavelmente com prioridade para os smartphones mais avançados.

Fonte: Gizmochina