Versão global do Redmi Note 11 passa por testes internos e lançamento é iminente

Versão global do Redmi Note 11 passa por testes internos e lançamento é iminente

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 23 de Novembro de 2021 às 08h13
Xiaomi

A linha Redmi Note 11, apresentada durante o mês de outubro na China, deverá ganhar o mercado global em breve. De acordo com informações fornecidas pelo conhecido leaker Mukul Sharma, três aparelhos da série já passam por testes internos da companhia em terras europeias.

Redmi Note 11 global deverá manter vários componentes da versão chinesa, mas com processador Qualcomm (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

É possível que os modelos Redmi Note 11, Redmi Note 11 Pro e Redmi Note 11 Pro Plus cheguem a outros países — como o Brasil — apenas alguns meses depois do lançamento na Europa, que é iminente. A informação é comprovada pela existência de aparelhos com o código 20191116UG, que faz referência ao celular mais caro da linha, com o "G" no final que indica a exportação do produto para o mercado global.

Códigos similares também apareceram em agências reguladoras da Índia com o final "I". Por lá, os disposisitvos 21091116I e 21091116UI serão renomeados como Xiaomi 11i e Xiaomi 11i Hypercharge, respectivamente, mas manterão quase todas as mesmas características de visual e especificações internas em relação aos modelos já apresentados.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Em termos básicos, o que diferencia o Redmi Note 11 Pro do Pro Plus é a diferença na velocidade de carregamento, que fica em 67 W e 120 W respectivamente — porém, a carga mais rápida do Pro Plus também é causada pela diminuição do tanque de energia, o que pode levar a uma menor autonomia de bateria.

Na Índia, a Xiaomi está realizando uma parceria com uma empresa de telecomunicações local para implementação do 5G. O detalhe é que os testes de funcionamento da nova tecnologia de conexão estão sendo feitos com um Redmi Note 11T, de acordo com um comunicado de imprensa divulgado pela própria marca. O modelo ainda não foi apresentado em nenhum mercado pelo mundo, mas já se sabe que ele deverá oferecer suporte para sete bandas de frequência do 5G.

Redmi Note 11 Pro Plus se destaca pela velocidade de carregamento da bateria (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A principal diferença que a versão global da linha Redmi Note 11 poderá ter em relação à chinesa é a implementação de um processador da Qualcomm, ainda sem um modelo especificado. Essa estratégia já foi vista em gerações anteriores do smartphone, em que modelos diferentes da mesma linha podem apresentar chipsets de fornecedoras diferentes.

Porém, os outros componentes de desempenho deverão permanecer os mesmos, com versões que variam entre 4 e 8 GB de RAM, e 128 ou 256 GB de armazenamento interno. Outras especificações do Redmi Note 11 Pro incluem tela de 6,67 polegadas com tecnologia AMOLED e resolução Full HD+, além de câmera principal de 108 MP, frontal de 16 MP e bateria de 5.160 mAh.

Ainda não foram confirmados os preços sugeridos para cada versão do aparelho, mas é provável que o modelo Pro venha com um preço similar ao visto no Redmi Note 10 Pro — ou seja, a partir de R$ 3.299 no mercado nacional. Na China, a linha atual pode ser adquirida por valores que partem de 1.199 yuans (cerca de R$ 1.048 em conversão direta) para o Redmi Note 11, 1.599 yuans (R$ 1.398) para o Redmi Note 11 Pro e 1.899 yuans (R$ 1.661) para o Redmi Note 11 Pro Plus.

Fonte: 91Mobiles 

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.