Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Sem Apple, Samsung domina segmento de dobráveis e Huawei cresce em 2023

Por| Editado por Wallace Moté | 23 de Fevereiro de 2024 às 16h26

Link copiado!

Divulgação/Samsung
Divulgação/Samsung
Tudo sobre Samsung

A Samsung continua como a empresa que mais vende smartphones dobráveis no mundo. Uma nova pesquisa de mercado divulgada pela TrendForce revela que 15,9 milhões de unidades foram vendidas em 2023, um aumento de 25% em relação ao ano anterior. Mas a crescente concorrência preocupa a empresa.

Dominando o mercado em 2022 com uma generosa fatia de 80% das vendas em smartphones dobráveis, a empresa viu sua participação cair significativamente para 66,4% no último ano com concorrentes chineses.

Projeções da TrendForce indicam que a empresa pode fechar 2024 com um saldo ainda menor de participação de mercado: 60,4%, embora as vendas de dobráveis possam aumentar para 17,7 milhões.

Continua após a publicidade

Ainda assim, a estimativa está dentro do desejado da Samsung para não ficar abaixo dos 60%.

Huawei é a segunda maior fabricante de dobráveis

O motivo da queda de participação da Samsung em 2023 fica para o crescimento expressivo de competidoras como Huawei, Xiaomi, Oppo, Vivo Mobile e Google no segmento de dobráveis.

Continua após a publicidade

Segundo a TrendForce, a Huawei fechou 2023 em segunda posição com uma fatia de mercado de 11,9%, enquanto a Xiaomi ficou em terceiro com 5,3%.

Para este ano, as estimativas sugerem um salto impressionante da chinesa Huawei, se mantendo na segunda posição com expressivos 19,8% de participação graças ao investimento da marca no segmento com dobráveis mais baratos equipados com HarmonyOS — como o recém-lançado Pocket 2. A empresa tem objetivo de ultrapassar os 20% de participação.

Estreia da Apple deve chacoalhar o segmento

Continua após a publicidade

A ausência da Apple no mercado de smartphones dobráveis é um fator importante para se considerar, uma vez que inúmeros consumidores da marca que estão dispostos a adquirir um iPhone dobrável não possuem uma alternativa viável ou interesse em abandonar o iOS para usar o Android.

Dessa forma, a chegada de um iPhone dobrável pode fazer a Samsung cair para segunda posição, uma vez que a Apple projeta vendas ambiciosas de 20,4 milhões de unidades no primeiro ano – quase 20% mais dobráveis vendidos que a Samsung em 2023. Isso não é exatamente uma surpresa, considerando que a marca tem ampla vantagem no mercado de celulares de alto padrão, inclusive emplacando 7 modelos na lista dos 10 mais vendidos do mundo em 2023.

Entretanto, a estreia de um "iPhone Flip” deve acontecer apenas em 2026, quando o cenário global estiver com dobráveis de preços ainda mais variados.

Até lá, o primeiro dispositivo com tela flexível da Apple pode ser um híbrido entre iPad e MacBook com lançamento previsto para 2025.

Continua após a publicidade

Fonte: TrendForce