Redmi Note 11 pode ter processador Snapdragon em versão global

Redmi Note 11 pode ter processador Snapdragon em versão global

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 11 de Novembro de 2021 às 08h34
Xiaomi

A linha Redmi Note 11 foi apresentada em outubro deste ano, com três aparelhos que trazem o processador MediaTek Dimensity 810 ou 920. Porém, de acordo com o portal vietnamita ThePixel.vn, a versão global do aparelho poderá trazer chips da Qualcomm.

Linha Redmi Note 11 poderá ser renomeada em diferentes mercados (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Caso confirmadas as informações, será uma tendência já vista nas gerações anteriores do celular: enquanto o Redmi Note 10 5G, Redmi Note 10S e Redmi Note 10T 5G vêm equipados com processadores MediaTek, o Redmi Note 10 Pro e Redmi Note 10 Lite possuem chips da Qualcomm — o Redmi Note 10 padrão também entra no segundo grupo, com o Snapdragon 678.

O portal não confirmou qual será o modelo de processador equipado na versão global do Redmi Note 11, mas garantiu que os modelos também receberão algumas mudanças visuais, sem dar mais detalhes. Também é possível que os smartphones venham com nomes diferentes para cada mercado, assim como é uma prática comum da Xiaomi — a empresa acaba de lançar o Poco M4 Pro como uma variante do Redmi Note 11, por exemplo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Gerações anteriores da série Redmi Note já apresentam modelos com processadores de fabricantes diferentes (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Os outros componentes de desempenho deverão seguir similares aos celulares já lançados na China, com versões de 4 a 8 GB de RAM, em conjunto com 128 ou 256 GB de armazenamento interno. As características das três variantes permancecem as mesmas, em que o Redmi Note 11 Pro se diferencia pelo processador mais forte (Dimensity 920), tela com taxa de atualização de 120 Hz, e diferenças nas câmeras — as mudanças entre os modelos Pro e Pro Plus se limitam à velocidade de carregamento (67 W contra 120 W, respectivamente) e tamanho da bateria.

Ainda segundo o ThePixel.vn, os aparelhos deverão ser lançados no Vietnã no primeiro trimestre do ano que vem, portanto prazos similares podem ser aplicados para outros países também — no Brasil, a linha Redmi Note 10 foi apresentada de forma oficial em maio de 2021, então é bastante provável que a nova geração chegue com um ano de diferença em relação à anterior, ou até menos.

Fonte: ThePixel.vn

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.