Redmi K40 tem data de lançamento confirmada

Por Igor Almenara | 09 de Fevereiro de 2021 às 10h30
Divulgação/Xiaomi
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Redmi

Ficha técnica

A Redmi finalmente introduzirá ao mercado a nova linha K40. Em uma publicação no Weibo feita pelo seu diretor-geral, Lu Weibing, a marca anunciou a chegada do dispositivo em 25 de fevereiro, “oferecendo design e experiências inéditas” no novo topo de linha que deve ser equipado com o Snapdragon 888 em pelo menos uma das variantes.

Não há muito o que extrair da publicação feita na rede social. A marca optou por um teaser discreto, sem maiores detalhes do celular. Na imagem, há o que parece ser a caixa do aparelho coberta por um véu preto, com a inscrição “K40” num título centralizado. Ao lado, a data de apresentação.

(Imagem: Lu Weibing/Weibo)

Dos rumores anteriores, a companhia confirmou apenas que o Redmi K40 seria equipado com o Snapdragon 888, a tela “mais cara” e uma bateria maior que 4.000 mAh. A configuração já é o bastante para enquadrá-lo como topo de linha, como um provável concorrente do Xiaomi Mi 11 e de outros dispositivos igualmente caros. Ademais, o chip utilizado antecipa que os aparelhos serão compatíveis com a rede 5G e terão um avançado módulo para tratamento de imagens.

Informações vazadas na internet também mencionavam que o Redmi K40 seria lançado ao lado de dois outros modelos, o K40S e o K40 Pro, com aprimoramentos que devem ser restritos aos sensores de câmera, armazenamento e provavelmente memória RAM. Até agora, apenas a lente principal de 108 MP do Redmi K40 Pro foi revelada em rumores.

Carregador opcional

Em janeiro, o mesmo executivo da marca publicou uma série de teasers sobre o aparelho. Um deles, inclusive, exibindo duas opções de caixas do Redmi K40 com diferentes volumes, sugerindo versões com e sem carregador na caixa.

(Imagem: Lu Weibing/Reprodução)

Se a marca seguir a prática da Xiaomi, a linha Redmi K40 será lançada com opções de caixas com ou sem adaptador de tomadas. No Mi 11, a presença do carregador é totalmente opcional e não há custo adicional ao incluí-lo.

Num primeiro momento, é provável que a família seja disponibilizada exclusivamente no mercado chinês, mas não deve demorar para que ela seja introduzida a outros mercados em uma versão internacional. Infelizmente, não há previsão para o lançamento global, tampouco a chegada do aparelho no Brasil.

Fonte: Weibo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.