Redmi 10 Prime tem bateria maior que modelo base confirmada pela Xiaomi

Redmi 10 Prime tem bateria maior que modelo base confirmada pela Xiaomi

Por Eduardo Moncken | Editado por Wallace Moté | 01 de Setembro de 2021 às 13h38
Reprodução/Xiaomi

Após colocar o Redmi 10 no mercado, a Xiaomi prepara o Redmi 10 Prime para a Índia. Conforme as informações sobre o dispositivo surgem, fica cada vez mais claro que se trata de uma variante levemente turbinada do celular que já está disponível no mercado global.

Com o mesmo processador do modelo base, o Redmi 10 Prime terá a vantagem de ter 1.000 mAh a mais de bateria. Serão 6.000 mAh de capacidade total, de acordo com o diretor-geral da Xiaomi Índia, Manu Kumar Jain. Além disso, o smartphone poderá ser o mais leve da família de produtos com essa capacidade energética. Apesar de o executivo não revelar seu peso, o Redmi 10 “básico”, como referência, pesa 181 gramas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mesmo escondendo o módulo de câmeras no teaser divulgado via Twitter, o conjunto do Redmi 10 Prime deve ter uma lente principal de 50 MP, ultrawide de 8 MP, e módulos macro e de profundidade, ambos com 2 MP. Na frontal, a resolução do sensor de selfies poderá ser de 8 MP.

Recarga rápida e taxa de atualização adaptativa

Se mantiver os outros aspectos de hardware do Redmi 10, a versão Prime terá recarga de bateria em velocidade máxima de 18 W por meio do cabo. O aparelho também conta com recarga reversa de 9 W para outros smartphones e acessórios compatíveis, também com fios, o que será mantido, de acordo com o vídeo.

Outro recurso que deve beneficiar a bateria é o display utilizado: um LCD de 6,5 polegadas, com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 90 Hz, mas que funciona de forma adaptativa para economizar energia em momentos de baixa demanda (área de trabalho, tela de bloqueio ou imagens estáticas, por exemplo).

Como a linha Redmi aposta em modelos de entrada e intermediários básicos, o modelo deve chegar com opções de pelo menos 4 GB ou 6 GB de RAM. Para quem dá valor aos fones de ouvido tradicionais, é prevista uma conexão P2 e um sistema de som embutido estéreo. O leitor de digitais deve estar no botão de energia.

Saindo de fábrica com o Android 11 sob a interface MIUI 12.5, o Redmi 10 Prime será anunciado em 3 de setembro. Não se sabe ainda se a variante será exclusiva do mercado indiano, ou se a Xiaomi levará o modelo de bateria maior a outras regiões. Vale lembrar que a empresa tem ampliado sua atuação no Brasil, o que inclui a inauguração de novas lojas.

Fonte: MySmartPrice, Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.