Siga o @canaltech no instagram

Os melhores celulares para selfies e fotografias

Reprodução

Na hora de escolher um novo smartphone, muita gente opta por centralizar em recursos específicos. Para quem busca fotografias, ainda é muito difícil equilibrar as funcionalidades com os preços, mas ainda existem aparelhos específicos que podem fazer um trabalho muito bom, dependendo das suas necessidades.

Abaixo, listamos quatro dispositivos de diferentes faixas de mercado, inclusive um que sequer é comercializado por aqui, para mostrar a vocês algumas opções interessantes e atuais do mercado que podem ser ótimos companheiros de fotografias (e filmagens, também).

Galaxy J8 – para quem não quer gastar muito

Um smartphone legal para fazer selfies é o Galaxy J8. Ele tem valor aproximado de R$ 1.200 e traz uma configuração de câmeras não muito forte, mas suficiente para alimentar redes sociais e fazer uso mais interativo do aparelho.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ele conta com recursos para incluir stickers animados nas suas fotografias (usando Realidade Aumentada) e bateria de 3.500 mAh para aguentar um uso mais consistente. Para o sensor frontal, o J8 traz uma câmera de 16 MP (f/1.9) que é capaz de capturar imagens mais claras em cenários com baixa iluminação. Ainda em tempo, o celular traz flash LED nos dois lados.

Já para quem curte fazer fotos com a câmera traseira, o aparelho da Samsung traz dois sensores: um de 16 MP (f/1.7) e outro de 5 MP (f/1.9), que também garantem fotos com o fundo desfocado.

Este aparelho da Samsung chegou ao Brasil custando R$ 1.899, mas pode ser encontrado no varejo na faixa dos R$ 1.200.

Confira aqui as lojas com os melhores preços no dia de hoje.

Galaxy A8 – dedicado para selfies

Outro smartphone que merece destaque nas selfies é o Galaxy A8. Diferente do J8 aqui listado, este modelo traz dois sensores de câmera na parte frontal. Um deles tem 16 MP e o outro 8 MP, mas ambos carregam a mesma abertura f/1.7 nas lentes.

Como ele foi pensado para ter as duas câmeras na parte frontal, a Samsung adicionou recursos e modos específicos para este aparelho. Ele também usa AR para incluir stickers e carrega um modo retrato moldado para fazer fotos com as câmeras frontais.

Vale lembrar, claro, que o A8 ainda pode ser um bom aparelho para quem busca design em vidro, resistência contra água e/ou poeira e hardware relativamente forte para aguentar um bom uso pelos próximos meses.

O Galaxy A8 foi anunciado por R$ 2.499, mas pode ser encontrado no varejo por cerca de R$ 1.600.

Confira aqui as lojas com os melhores preços no dia de hoje.

iPhone XR – o "baratinho" da Apple

A Apple nitidamente é a empresa que disponibiliza os smartphones mais caros no Brasil. Por outro lado, a empresa também é a que oferece características e funcionalidades premium e uma série de serviços extras para os seus consumidores. Neste caso, falando especificamente do XR, ele traz os mesmos sensores e câmera frontal do modelo XS, logo ele seria uma opção mais viável para quem busca fazer selfies.

O iPhone XR tem um sensor de 7 MP (f/2.2) que, por causa do Face ID, também traz uma câmera IR que tem a capacidade de medir a distância entre o usuário e o celular. Ele, certamente, é capaz de registrar imagens com fundo desfocado, e traz o novo HDR Inteligente que ajuda bastante nas fotografias.

É bom ter em mente que o XR também é capaz de gravar vídeos em Full HD com 60 fps, recurso que não está disponível em uma grande quantidade de aparelhos atuais. Por outro lado, a câmera principal de 12 MP (f/1.8) também faz imagens com fundo desfocado e com ângulo aberto, diferente dos irmãos XS e XS Max, que usam a lente mais fechada e escura.

O valor inicial do iPhone XR é de R$ 5.199; no varejo, seu preço é de cerca de R$ 4.300.

Confira aqui as lojas com os melhores preços no dia de hoje.

Google Pixel 3 – para quem olha "para fora"

Para quem busca um smartphone centralizado em fotografias, a linha Pixel 3 da Google pode ser uma ótima escolha. Independentemente do tamanho dos aparelhos, eles carregam as mesmas configurações de câmeras e um software inteligente capaz de reduzir imperfeições, aprimorar nitidez e acrescentar cores mais vívidas aos cenários.

A configuração de câmeras do Pixel 3 inclui um sensor principal de 12 MP (f/1.8) com recursos como o Top Shot, que seleciona a melhor fotografia (mesmo quando os objetos ou pessoas se movimentam), o Visão Noturna, que é capaz de fazer imagens bem claras em locais com baixa iluminação, e um zoom que, ainda que não seja óptico, faz um trabalho legal para um celular de apenas uma lente na traseira.

Mas, claro, ele também se destaca nas selfies: o aparelho carrega dois sensores de 8 MP (f/1.8 e f/2.2), sendo um deles de ângulo aberto. O HDR+ da companhia também faz um trabalho bom nestas câmeras, que ainda podem gravar em Full HD com 30 fps.

Lá fora, o valor inicial do Pixel 3 é de US$ 799, ou algo em torno dos R$ 3.000 em conversão direta (e livre de impostos).

Confira aqui as lojas com os melhores preços no dia de hoje.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.