iPhone 13 Pro Max tem melhor tela do mundo, segundo DXOMARK

iPhone 13 Pro Max tem melhor tela do mundo, segundo DXOMARK

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 05 de Outubro de 2021 às 14h38
Divulgação/Apple

Uma das características mais conhecidas dos smartphones da Apple é a alta qualidade de tela dos dispositivos, algo que acontecia até mesmo quando a marca ainda usava painéis do tipo IPS LCD. Agora, um novo teste do DXOMARK mostra que o iPhone 13 Pro Max recuperou a liderança no quesito para a marca, desbancando concorrentes como o Huawei P50 Pro e o Galaxy S21 Ultra.

Entre os destaques que levaram o celular a ganhar uma nota 99 no ranking estão a excelente legibilidade em praticamente quaisquer condições, alta fidelidade de cores mesmo em ângulos pouco favoráveis, boa experiência com o HDR10 e grande nível de fluidez com a taxa de atualização de 120 Hz.

Melhor legibilidade do mercado

Os dados de brilho e contraste do iPhone 13 Pro Max não se destacam frente a vários concorrentes do mercado. Enquanto o aparelho da Apple traz um máximo de 1066 nits em condições de muita luz externa, o Galaxy S21 Ultra ainda traz os melhores números nesse quesito, com 1379 nits. Mesmo assim, ainda é um avanço em comparação com o iPhone 12 Pro Max, que apresentava 815 nits.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

S21 Ultra ainda traz melhor brilho do mercado (Imagem: Captura de Tela/DXOMARK)

Mesmo assim, o celular da Maçã recebeu nota 76 no quesito, o melhor resultado entre todos os aparelhos já testados pelo DXOMARK. Essa avaliação pode ser explicada por conta da precisão do sensor de luminosidade, que fornece o brilho correto em qualquer condição, além das transições suaves de luminosidade interna, contraste correto e maior veracidade de detalhes. Outro fator que ajudou o iPhone 13 Pro Max foi a tecnologia TrueTone, que reconhece os tons do ambiente e adapta o balanço de cores da tela para oferecer resultados otimizados.

Os aparelhos da linha iPhone possuem a capacidade de mostrar fotos tiradas em HDR, no formato HEIC. Quando colocado lado a lado com aparelhos concorrentes, o iPhone 13 Pro Max apresenta alta veracidade de tons em uma mesma imagem.

Primeiro da sequência, iPhone 13 Pro Max traz melhores cores em relação ao iPhone 12 Pro Max, Galaxy S21 Ultra e OnePlus 9 Pro, respectivamente (Imagem: DXOMARK) 

Mesmo com brilho máximo acionado, o iPhone 13 Pro Max mantém as cores mais naturais. Além disso, ele oferece grandes melhorias em comparação com seu antecessor, não somente no brilho como também na visibilidade de detalhes nas áreas mais escuras. O aparelho também é capaz de manter a claridade máxima o tempo todo, enquanto o Galaxy S21 Ultra diminui os níveis depois de alguns minutos, provavelmente para manter a temperatura do dispositivo sob controle e evitar o temido burn-in.

Sob forte luz, a sequência é a mesma: iPhone 13 Pro Max, iPhone 12 Pro Max, Galaxy S21 Ultra e OnePlus 9 Pro (Imagem: DXOMARK)

No outro extremo das condições de iluminação, o iPhone 13 Pro Max é o aparelho que consegue manter os menores níveis de brilho em sua configuração mínima, e traz muitas similaridades com o iPhone 12 Pro Max. A tela fica tão escura que provoca dificuldades para leitura mesmo em ambientes sem qualquer fonte de luz, e portanto o usuário poderá ter que aumentar a claridade, dependendo do caso.

Brilho do iPhone 13 Pro Max ainda pode chegar a níveis extremamente baixos em comparação com o Galaxy S21 Ultra e o OnePlus 9 Pro (Imagem: DXOMARK)

Fidelidade de cor é ótima, mas não a melhor

De acordo com testes baseados em fotos abertas na galeria dos smartphones, o iPhone 13 Pro Max ganha uma nota 86 para fidelidade de cores. É uma avaliação considerada excelente, mas ainda fica abaixo do 89 recebido pelo TCL 20 Pro 5G. Porém, em comparação com o Galaxy S21 Ultra, ele traz níveis bem mais satisfatórios e precisos no padrão sRGB.

No gráfico, os círculos representam as cores desejadas, e as flechas apontam para onde foi o resultado final. iPhone 13 Pro Max (à esquerda) apresenta maior precisão em comparativo com o Galaxy S21 Ultra (à direita). (Imagem: DXOMARK)

A alta fidelidade de cor também pode ser vista nas imagens mostradas lado a lado. Nesse caso, o iPhone 13 Pro Max é capaz de adaptar o balanço dos tons de acordo com o ambiente e oferece resultados menos amarelados do que o iPhone 12 Pro Max, além de ter uma saturação mais correta do que os concorrentes da Samsung e OnePlus.

iPhone 13 Pro Max (no canto superior esquerdo) apresenta resultados mais precisos do que iPhone 12 Pro Max, Galaxy S21 Ultra e OnePlus 9 Pro (Imagem: DXOMARK)

Em condições de muita luz externa, o iPhone mantém um balanço mais correto, enquanto o OnePlus 9 Pro traz imagens supersaturadas.

Da esquerda para a direita, e de cima para baixo: iPhone 13 Pro Max, iPhone 12 Pro Max, Galaxy S21 Ultra, OnePlus 9 Pro (Imagem: DXOMARK)

Ao visualizar a tela sob ângulos pouco favoráveis, o display do iPhone 13 Pro Max é capaz de apresentar os maiores níveis de precisão nas cores. Nos gráficos divulgados pelo DXOMARK, pontos localizados entre os dois círculos representam pequenas distorções que só podem ser percebidas por ferramentas ou profissionais treinados, enquando as marcações externas ao círculo maior significam os problemas mais perceptíveis para usuários comuns.

iPhone 13 Pro Max traz maior precisão em ângulos pouco favoráveis, e vence iPhone 12 Pro Max e Galaxy S21 Ultra, respectivamente (Imagem: DXOMARK)

Um dos problemas apontados pelo DXOMARK no iPhone 13 Pro Max está relacionado ao filtro de luz azul. Segundo o portal, o celular ainda oferece resultados muito alaranjados, especialmente quando o brilho está baixo. A situação já era percebida no iPhone 12 Pro Max, e provavelmente custou a liderança do smartphone da Apple no quesito cores.

iPhones 13 Pro Max e 12 Pro Max (à esquerda) ainda possuem tons muito alaranjados quando o filtro de luz azul é ativado (Imagem: DXOMARK)

Vídeos em HDR10 são destaque

O iPhone 13 Pro Max foi considerado muito bom para reprodução de vídeos, com nota 86 — mais uma vez a avaliação é excelente, mas não é a melhor do mercado, já que o Samsung Galaxy S21 Ultra ganhou um 90. O celular da Apple não apresenta quedas de quadros nem trepidações, com um alto alcance dinâmico e melhores níveis de contraste e balanço de cor em relação ao iPhone 12 Pro Max, especialmente com gravações em HDR10.

iPhone 13 Pro Max (no canto superior esquerdo) traz alto alcance dinâmico e boa precisão de cores (Imagem: DXOMARK)

No brilho mínimo de tela, as condições vistas no teste de fotos se repetem, já que os aparelhos da Apple mantêm imagens bastante escuras, e poderá ser necessário ajustar a claridade manualmente.

iPhones (na linha superior) ainda apresentam telas mais escuras no brilho mínimo (Imagem: DXOMARK)

A fidelidade de cores em vídeo também é boa, e no geral a Apple costuma adotar tons mais quentes do que os concorrentes. Além disso, as imagens também ficam mais claras e nítidas.

Tons nos iPhones (linha superior) são mais quentes e amarelados (Imagem: DXOMARK)

Display é fluido e responsivo

Outro aspecto que recebeu uma boa avaliação do DXOMARK foi o movimento das imagens e animações. Nesse quesito, o iPhone 13 Pro Max recebeu nota 85, ainda um pouco menor do que os 87 pontos do Huawei P40 Pro, o melhor nessa categoria. Mesmo assim, o aparelho da Apple não apresenta trepidações em vídeos de 24, 30 ou 60 fps.

Além disso, os objetos mostrados na tela trazem movimentações suaves, e o display é responsivo quando se precisa avançar ou retroceder vídeos, com algumas raras pixelizações. Em jogos, o aparelho não apresentou perda visível de quadros, mas a suavidade de toque não recebe melhorias em relação a outras atividades realizadas pelo dispositivo.

A taxa de atualização de 120 Hz do iPhone 13 Pro Max recebeu muitos elogios do DXOMARK, com diferenças perceptíveis no aplicativo de galeria, assim como navegação na internet, mudança de aplicativos em multitarefa, entre outros usos gerais. Por isso, o celular ganhou nota 79 no quesito fluidez, contra 83 pontos do OnePlus 9 Pro.

O smartphone da Apple não apresenta toques fantasma (ghost touch), e lida bem com oscliações. Os primeiros efeitos podem ser vistos apenas em capturas a 480 Hz, ou seja, duas vezes menos perceptível do que os aparelhos concorrentes, como o Galaxy S21 Ultra. O iPhone 13 Pro Max também lida bem com efeitos de aliasing, e por isso recebeu nota 86 no quesito artefatos, a melhor avaliação nesse aspecto entre todos os aparelhos testados pelo DXOMARK.

Conclusão: adaptabilidade garante a melhor experiência

De acordo com o portal, o iPhone 13 Pro Max recebeu muitas melhorias em relação ao seu antecessor, especialmente em áreas que o aparelho do ano passado ficava para trás em relação aos concorrentes. O maior destaque fica por conta da adaptação suave do balanço de claridade e cores da tela em diferentes condições de luz, o que garante uma ótima experiência em qualquer lugar. Mesmo que não tenha os maiores níveis de brilho do mercado, o celular compensa com uma boa representação dos conteúdos.

Fonte: DXOMARK

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.