Galaxy A6s é o primeiro smartphone da Samsung com fabricação terceirizada

Por Ares Saturno | 25 de Outubro de 2018 às 15h46
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy A6s

Ficha técnica

A série Galaxy A, da Samsung, ganhou dois novos smartphones na última quarta-feira (24): o Galaxy A6s e o Galaxy A9s foram lançados para o mercado chinês.

Enquanto o Galaxy A9s é o mesmo aparelho vendido como Galaxy A9 fora da China, o inédito Galaxy A6s é o primeiro smartphone da Samsung que não é feito pela empresa, o que provavelmente explica o preço acessível mesmo com o SoC Snapdragon 660, os 6 GB de memória RAM, o jogo duplo de câmeras 12 MP traseiras, tela Super AMOLED Full HD+ Infinity de 6 polegadas e sensor de impressão digital.

O Galaxy A6s teve o design elaborado pela Samsung, mas sua montagem está nas fábricas chinesas da Wintech, que também manufatura smartphones para a Xiaomi. O lançamento tem como objetivo retomar parte do mercado chinês, já que a Samsung vem perdendo vendas para as fabricantes locais. Entre os meses de abril e junho de 2018, a sul-coreana ficou com uma fatia de apenas 0,8% dos aparelhos vendidos na China. Dada a importância e magnitude do mercado chinês, qualquer aumento nestas estatísticas seria bem vindo, podendo significar milhares de aparelhos vendidos pra a Samsung.

O Galaxy A6s é o primeiro smartphone com fabricação terceirizada da Samsung (Imagem: Divulgação / Samsung)

Especificações do Samsung Galaxy A6s:

  • Tela Super AMOLED 6 polegadas 2160 x 1080;
  • Android 8.0 Oreo;
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 660 (14 nm);
  • 6 GB de memória RAM;
  • Armazenamento interno de 64 GB ou 128 GB;
  • Câmeras traseiras duplas 12 MP + PDAF;
  • Câmera frontal de 12 MP;
  • Sensor de impressões digitais traseiro; e
  • Bateria de 3.300 mAh não-removível.

Os preços do Galaxy A6s começam em 1799 yuan, ou pouco mais de R$ 955, em conversão direta. Por enquanto, o aparelho está anunciado para a venda apenas na China, mas é provável que a Samsung venha a disponbilizar aparelhos com as mesmas especificações e preço acessível para outros mercados em breve.

Fonte: Android Authority

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.