Desmonte do Motorola Edge 2021 mostra dificuldade para troca do display

Desmonte do Motorola Edge 2021 mostra dificuldade para troca do display

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 02 de Setembro de 2021 às 14h48
YouTube/PBKreviews

O Motorola Edge 20 foi lançado no Brasil em agosto deste ano, com características que incluem uma tela OLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 144 Hz, Qualcomm Snapdragon 778G, 8 GB de memória RAM, 128 GB de armazenamento interno, bateria de 5.000 mAh e carregamento rápido de 30 W.

Nos Estados Unidos, a marca lançou uma versão similar do aparelho em termos de especificações, mas com mudanças na tela, design e conjunto de câmeras, sendo o modelo chamado de Motorola Edge 2021. O smartphone tem sensor principal de 108 MP, ultrawide de 8 MP e sensor de profundidade de 2 MP. É esse conjunto que o canal do YouTube PBKreviews viu em todos os detalhes após um teste de desmonte do dispositivo.

Painel traseiro é composto de plástico

Entrada para cartão SIM e Micro SD fica na parte inferior (Imagem: YouTube/PBKreviews)

Assim como é tradicional nos smartphones atuais, a tampa traseira não pode ser retirada facilmente. Por isso, é necessário aplicar uma fonte de calor que amolece a pasta aderente, para então abrir o smartphone e revelar a bateria, assim como mais uma tampa em plástico que protege a placa-mãe, além de dar suporte às lentes externas das três câmeras. São 19 parafusos que precisam ser retirados para desmontar essa proteção, e só assim é possível ter acesso aos principais componentes.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Na placa principal ficam conectados os sistemas das câmeras traseiras e frontal, assim como o processador, memória RAM, bateria, microfone secundário, sensor de proximidade e um compartimento específico para a antena 5G de ondas milimétricas. Já na parte inferior ficam os alto-falantes, microfone primário, porta USB-C e entrada para cartão SIM e Micro SD.

Componentes da tela ficam abaixo da bateria

Abaixo da bateria ficam dois conectores: um que liga a placa superior e a inferior, e outro da tela (Imagem: YouTube/PBKreviews)

A bateria do dispositivo só pode ser retirada após a aplicação de gotas de álcool isopropílico, que dissolvem a cola que prende o tanque de bateria. Com a remoção, revelam-se dois cabos principais: o primeiro conecta a placa inferior com a superior, e o outro é a conexão da tela.

Ou seja, para fazer uma troca dos componentes do display, é preciso tirar a tampa traseira e todos os componentes que estão no caminho, para somente então aquecer a parte frontal, destacar a tela e fazer os consertos necessários. Por isso, o YouTuber deu uma baixa nota de reparabilidade para o Motorola Edge 2021: apenas 5,5 em uma escala que vai de 1 a 10.

O vídeo completo pode ser conferido abaixo:

Fonte: YouTube/PBKreviews

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.