Apple deve cobrar até US$ 200 a mais por iPhone feito nos EUA

Por Redação | 26.01.2017 às 18:04

O novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem sido bem firme em sua tentativa de convencer a Apple a trazer sua produção para o país de origem da empresa. O problema é que isso tornaria o iPhone ainda mais caro.

De acordo com Brian White, analista de Wall Street, a Apple pode optar por produzir uma versão especial "Made in America" do seu famoso smartphone. No entanto, esse modelo patriota pode ter uma sobretaxa de US$ 100 a US$ 200 em relação àqueles produzidos nas fábricas da Foxconn, na China.

O valor mais alto seria para a Apple cobrir os custos adicionais provenientes da produção norte-americana do iPhone, incluindo mão de obra e componentes do aparelho, que são mais caros na terra de Trump.

É muito provável que empresas como a Apple tentem levar suas produções – ou parte delas – para os Estados Unidos, uma vez que o presidente disse que pretende aumentar em até 45% as tarifas no comércio exterior.

Há alguns dias, Trump disse que o CEO da Apple está de "olhos abertos" para a possibilidade. O político disse ainda que realmente acredita que Tim Cook ama os Estados Unidos e gostaria de fazer algo importante no país. Não está claro se a conversa que o presidente eleito teve com o CEO da Apple foi recente ou algo tirado de bate-papos anteriores.

Via CNBC