Apple aumenta uso de robôs para reciclagem de materiais em seus produtos

Apple aumenta uso de robôs para reciclagem de materiais em seus produtos

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 20 de Abril de 2022 às 08h45
iClarified

O objetivo de alcançar uma operação mais sustentável tem sido o foco de empresas em diversos setores nos últimos anos, e o mercado de tecnologia não é diferente. Por meio de comunicados recentes, a Apple anunciou várias novas medidas tomadas neste sentido, em especial na utilização de mais materiais reciclados em seus produtos.

Segundo a marca, as medidas tomadas atualmente são:

  • 59% de todo o alumínio utilizado em seus produtos vêm da reciclagem, em que vários itens possuem 100% do material vindo destas fontes;
  • 45% dos elementos raros do planeta implementados nos dispositivos também são reciclados, um aumento significativo desde que tais materias começaram a ser usados;
  • 30% do estanho também é oruindo de reaproveitamento;
  • 13% do cobalto usado em baterias de iPhones pode ser retirado para nova utilização;
  • Pela primeira vez, ouro reciclado é utilizado em subcomponentes da placa-mãe dos aparelhos na linha iPhone 13, mais especificamente em ligações com os componentes de câmeras frontais e traseiras.
Robôs da Apple auxiliam na reciclagem de materiais usados em dispositivos eletrônicos (Imagem: Divulgação/Apple)

A Apple também anunciou a chegada de um novo robô para fazer a separação de componentes já utilizados em aparelhos antigos. Batizada como "Taz", a máquina utiliza uma tecnologia semelhante a trituradores para dividir os materiais dos módulos de áudio, recaptando elementos raros de forma facilitada.

Outro equipamento dedicado à reciclagem de dispositivos antigos é a Daisy, robô que foi otimizado para desmontar um total de 23 modelos de iPhones — a licença para outras marcas e pesquisadores usarem a tecnologia foi concedida de forma gratuita. Além disso, o robô Dave separa os materiais de motores hápticos para recuperação de tungstênio e aço.

Apple divulgou relatório completo sobre sustentabilidade

Várias peças do iPhone possuem materiais reciclados (Imagem: Divulgação/Apple)

A Apple publicou recentemente a edição de 2022 do seu Relatório de Progresso Ambiental: o documento de 128 páginas dá detalhes em relação às medidas tomadas pela marca em diferentes áreas, como a redução da sua geração de lixo e emissões de gases poluentes.

De acordo com o relatório, a marca manteve suas emissões em um patamar semelhante a anos anteriores — dentro de um contexto em que as marcas concorrentes tiveram grandes aumentos. A Apple mantém a neutralidade de carbono em suas operações desde 2020, com 100% de energia limpa utilizada em setores como lojas, escritórios e centrais de dados.

No mesmo documento, a empresa ainda afirmou ter dobrado seu uso de energia limpa em comparação com o ano passado, inclusive com a ajuda de 213 parceiros responsáveis por diversas etapas na cadeia de produção dos dispositivos.

Com isso, estimativas apontam para uma redução de até 13,9 milhões de toneladas nas emissões de carbono, o equivalente à retirada de três milhões de carros das ruas durante o período de um ano.

Para celebrar o Dia Mundial da Terra, que acontece no dia 22 de abril, a Apple também lançou uma série de iniciativas focadas em três eixos: exploração, ensino e ações práticas.

O primeiro tópico tem como principal novidade a otimização do aplicativo Apple Maps para indicação de locais verdes, como parques e reservas ecológicas. O segundo eixo inclui a curadoria de conteúdos educativos em plataformas como o Apple News, Apple Books e Apple Podcasts, enquanto as ações práticas são relacionadas à sugestão de aplicativos que os usuários podem baixar para promover melhorias em suas respectivas comunidades.

Fonte: iClarified

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.