Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

The Crown | Os principais eventos que ficaram de fora da série

Por| Editado por Durval Ramos | 19 de Dezembro de 2023 às 16h45

Link copiado!

Divulgação/Netflix
Divulgação/Netflix
Tudo sobre Netflix

Após seis temporadas de casamentos, coroações, eventos políticos e jogos de poder, The Crown deu adeus aos seus fãs. A série criada por Peter Morgan sobre a vida da Rainha Elizabeth II se despediu em grande estilo do público após retratar, com maestria, alguns dos eventos mais famosos e importantes da Coroa britânica desde os anos 1940.

Embora aclamado, o final do show deixou muita gente com gostinho de quero mais, já que a série se estendeu apenas até o ano de 2005, quando Charles e Camilla Parker Bowles se casaram, oficializando um relacionamento que já durava há mais de trinta anos.

Como fofoca boa nunca é demais e eventos polêmicos não faltaram nesses quase 20 anos não mostrados pelo show, o Canaltech decidiu relembrar tudo o que aconteceu de mais importante nesse período e listar o que gostaríamos de ter também ter visto na série da Netflix.

Continua após a publicidade

A união de William e Kate

Embora o início do relacionamento entre William e Kate Middleton tenha sido mostrado em The Crown, a maior parte da história de amor dos dois ficou de fora do show. Após alguns anos juntos, em que tiveram idas e vindas, o casal decidiu oficializar sua relação e se casou em 2011, em uma cerimônia realizada na Abadia de Westminster, em Londres.

Além de um casamento estonteante, transmitido ao vivo para todo o mundo, outros detalhes deram à união ainda mais ares de conto-de-fadas: o vestido de Kate feito sob medida pela marca Alexander McQueen e o anel de noivado do casal, que anteriormente pertencera à Diana, Princesa de Gales.

Continua após a publicidade

Algum tempo após o casamento, em 2013, o casal teve seu primeiro filho, George. Depois dele, vieram ainda a princesa Charlotte, em 2015, e o caçula da família, Louis, em 2018.

A história de Harry e Meghan Markle

Além de William, Harry também viveu a sua própria história de amor — muito mais tumultuada e polêmica do que a do irmão. Em 2016, o filho mais novo de Diana conheceu e assumiu um relacionamento público com a atriz norte-americana Meghan Markle, uma das estrelas da série Suits.

Continua após a publicidade

O casamento aconteceu não muito tempo depois, em 2018, após Meghan abdicar da carreira em Hollywood. Na época, a mídia já costumava ser bastante cruel com a princesa, fazendo com que Harry tivesse vindo algumas vezes a público pedir aos tablóides que parassem com a perseguição.

Em 2019 e 2021, respectivamente, o casal se tornou pai dos pequenos Archie e Lilibet. Durante esse processo, porém, Harry e Meghan anunciaram que estavam se afastando da realeza, uma notícia que tomou ares mais acalorados em 2021, quando durante uma entrevista a apresentadora Oprah Winfrey, o casal direcionou acusações de racismo à família real.

A exposição caiu como uma bomba entre a monarquia, instaurando uma crise institucional e, de acordo com boatos, transformando Harry em persona non grata.

O escândalo envolvendo Andrew

Continua após a publicidade

Outra situação bastante controversa com que a coroa precisou lidar ainda em 2019 foi a polêmica de escândalo sexual envolvendo o terceiro filho da Rainha Elizabeth II, o Príncipe Andrew. Mostrado em The Crown apenas até sua separação com Sarah Ferguson, Andrew era grande amigo do magnata Jeffrey Epstein, criminoso condenado à prisão por manter uma rede de tráfico sexual de menores.

Andrew, que era frequentador assíduo da casa de Epstein, foi processado por abuso sexual por uma jovem de 17 anos. O caso foi um dos maiores escândalos da história da monarquia e, embora o príncipe tenha fechado um acordo extrajudicial com a vítima, ele foi expulso do Palácio de Buckingham pelo Rei Charles, além de ser proibido de continuar a usar o título da realeza.

A aposentadoria e morte de Philip

Continua após a publicidade

Em 2021, Philip, o Duque de Edimburgo, também conhecido como "marido de Rainha Elizabeth II", faleceu no Castelo de Windsor, aos 99 anos. Desde 2017, o príncipe consorte já havia se retirado da vida pública, e vinha enfrentando alguns problemas de saúde recorrentes. Em abril daquele ano, no entanto, dois meses antes de seu 100º aniversário, Philip faleceu de “idade avançada”.

A morte da Rainha Elizabeth II

Continua após a publicidade

Pouco mais de um ano após o marido, foi a vez da própria Rainha Elizabeth II falecer aos 96 anos. Monarca mais longeva da história, ela encontrou a paz no Castelo de Balmoral, na Escócia, após passar mais de 70 anos no trono como Ranha da Inglaterra.

Com um funeral planejado meticulosamente (algo que vemos ela fazendo nos capítulos finais de The Crown), Elizabeth teve um velório aberto de quatro dias e foi sepultada com o duque de Edimburgo, na capela memorial do Rei George V.

A coroação de Charles

Continua após a publicidade

Por fim, em maio de 2023, foi a vez do Príncipe Charles, agora rei Charles III ser coroado na Abadia de Westminster, em Londres. Aos 74 anos, o primogênito de Elizabeth subiu ao trono com sua esposa Camilla e realizou tanto o Juramento de Coroação quanto o Juramento da Declaração de Adesão.

Em uma mudança de protocolos, a cerimônia também contou com representantes de outras religiões e não apenas da Igreja da Inglaterra. Quem também compareceu ao evento foram o Príncipe Andrew e o Príncipe Harry, esse último sem a esposa e os filhos.