Terceira temporada de Sex Education vai atrasar por causa do coronavírus

Terceira temporada de Sex Education vai atrasar por causa do coronavírus

Por Felipe Demartini | 17 de Abril de 2020 às 12h38
Divulgação: Netflix

A terceira temporada de Sex Education deve atrasar, depois de suas gravações serem adiadas indefinidamente por conta da pandemia do novo coronavírus. Os novos episódios deveriam começar a ser rodados em maio, mas por conta da extensão da recomendação de isolamento social no Reino Unido, tiveram de ser postergados, sem qualquer previsão de quando isso deve acontecer ou quando a atração deve estrear seu terceiro ano.

De acordo com as informações do site Deadline, elenco e produtores estavam prontos para retornarem ao set na primeira semana de maio, para gravações que aconteceriam no País de Gales. Entretanto, nesta quinta-feira (16) o governo do Reino Unido anunciou a extensão das medidas de isolamento social até o dia 7 de maio, mantendo o decreto que proíbe aglomerações e fecha espaços públicos como cinemas, museus, teatros e outros.

Com isso, a expectativa é que as gravações retornem, no mínimo, em junho, o que também poderia atrasar o cronograma de lançamento. Oficialmente, nada foi anunciado ainda, mas Sex Education vem mantendo um ritmo consistente de lançamentos, com temporadas de 8 episódios chegando sempre em janeiro. Com um atraso de dois meses nas filmagens, todo o processo de pós-produção também acaba adiado, o que deve ter reflexos diretos na chegada da terceira temporada.

Outras produções da Netflix gravadas no Reino Unido também sofreram adiamentos ou interrupções, como é o caso de The Witcher, série cujas gravações de seu segundo ano foram interrompidas em 16 de março sem data para retornarem. Por outro lado, The Crown parece ter mantido o cronograma, apesar de a pandemia do novo coronavírus ter acelerado suas semanas finais de filmagens, que foram concluídas antes da aplicação das medidas de isolamento social.

De acordo com o Deadline, a Netflix está trabalhando com distribuidoras e buscando licenciamento de conteúdos para garantir um fluxo estável de lançamentos durante o período de pandemia. O serviço, inclusive, é um dos mais requisitados em um momento no qual as pessoas estão em casa e precisando de entretenimento para passarem por este momento complicado, em que a orientação é não sair e manter o resguardo para reduzir a curva de contágio.

Outros shows afetados pelas medidas de isolamento social são Outlander, Peaky Blinders, Intelligence e uma sequência de séries inéditas como Landscapers, a nova de Olivia Colman pela HBO. Todas permanecem com a produção interrompida e sem previsão de retorno, enquanto estúdios de cinema e televisão consideram alternativas para a interrupção nos trabalhos e medidas para “reabrir Hollywood”, já que a parada total deve ter efeitos negativos no futuro próximo.

Fonte: Deadline

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.