Publicidade

Eu Odeio o Natal | Conheça uma das melhores série natalinas da Netflix

Por| Editado por Durval Ramos | 13 de Dezembro de 2023 às 18h35

Link copiado!

Netflix
Netflix
Tudo sobre Netflix

Quem gosta de histórias natalinas divertidas não pode perder a chance de assistir a Eu Odeio o Natal, uma minissérie italiana que chegou à Netflix em 2022 e ganhou sua segunda temporada no dia 7 de dezembro deste ano. Com uma trama leve, engraçada e ágil, a produção acompanha as peripécias de Gianna para conseguir um namorado até o dia 24 de dezembro. E, como o próprio título entrega, a tarefa não vai ser nada simples.

Essa pressa toda para arrumar um pretendente é porque ela mentiu para os parentes que levaria alguém no dia da ceia. Isso porque ela, uma mulher de 30 anos, já estava cansada de ser lida como a única solteirona da família. O problema é que, quanto mais tenta resolver essa situação, mais se atrapalha.

Continua após a publicidade

E é com esse enredo cheio de reviravoltas que Eu Odeio o Natal conquista o público. Mesmo tendo um foco na data comemorativa, a produção pode ser assistida em qualquer época do ano, já que aborda um assunto atemporal: o fantasma da solteirice que assombra especialmente as mulheres, já que elas são mais cobradas pela sociedade. Ainda assim, assisti-la em dezembro faz a sua narrativa ficar mais mágica, já que os cenários cheios de luzinhas coloridas e muita neve preparam o espectador para a Noite Feliz.

Eu Odeio o Natal: o que esperar da série?

Com apenas duas temporadas curtas, a série italiana é rápida e não perde tempo com romantismos baratos. Na primeira parte, com apenas cinco episódios, conhecemos um pouco mais de Gianna, da sua família disfuncional e do que ela espera do seu novo namorado. Entre vários encontros desastrados, ela conhece Davide, um rapaz que, apesar de bonito, é jovem demais para ela, e acaba terminando a relação.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Com o passar dos capítulos, no entanto, ela conhece outros rapazes que podem formar um bom par e acaba convidando-os para a tal ceia. Além deles, ela convida também Caterina, Diego, Matilde, Titti e Mario, alguns de seus amigos. Só que, ao final da temporada, quando a campainha toca, a câmera foca apenas no seu sorriso, deixando no ar a dúvida de quem é o convidado misterioso que abalou seu coração.

Já na segunda parte, Gianna está namorando só que, novamente, mete os pés pelas mãos e beija um Papai Noel, colocando tudo a perder. A consequência disso é que, além de ter que preparar a ceia desse ano, ela ainda tem que decidir se tenta resolver as coisas com amado ou se abre seu coração para um novo amor que bateu à sua porta — literalmente.

Divertida, emocionante e cheia de camadas

Continua após a publicidade

Se tem uma coisa que Eu Odeio o Natal entrega é diversão e bom enredo. A série é construída com situações cômicas que fogem do pastelão e do ridículo, e a segunda temporada, além de dar mais maturidade à mocinha, ainda dedicou tempo para aprofundar os coadjuvantes, especialmente as irmãs de Gianna.

Enquanto uma sofre com a terapia de casal pré-divorcio, a outra é obrigada a encarar a sua futilidade e entender por que se desdobra tanto para parecer uma coisa que não é. Além desses temas, a série ainda fala sobre sexo e flerte na maturidade, luto, otimismo mesmo em situações adversas como o câncer, os desafios da juventude e tudo mais. Claro que ao espremer todos esses assuntos em apenas seis capítulos, a trama deixa algumas pontas soltas, mas não o suficiente para torná-la ruim.

E tem mais: outro acerto é que, apesar de todos os elementos clichês estarem presente na sua cenografia, o enredo passa longe de ser uma trama natalina qualquer sobre a magia da data mas, ao contrário, tem personalidade para ser maratonada rapidamente. Quem gostou da também italiana Guia Astrológico Para Corações Partidos e da espanhola Valéria, certamente irá favoritar esta.

Continua após a publicidade

Por fim, apesar do romance ser um eixo central, a obra consegue balancear bem a equação e não torna a trama melosa demais nem fria o suficiente para afastar aqueles que gostam de uma produção “água com açúcar".

Curiosidades de Eu Odeio o Natal

A série é um remake

Continua após a publicidade

Apesar de ter ficado mais conhecida pelo remake da Netflix, a trama original é, na verdade, norueguesa e se chama Um Namorado para o Natal. Basicamente a história é a mesma, mudando apenas o cenário e a nacionalidade dos personagens.

Foi criada por estudantes

Por falar na versão original, ela foi criada como resultado de um trabalho de dois estudantes de publicidade: Amir Shaheen e Kristian Andersen. Eles apresentaram a ideia para a The Oslo Company, uma agência da capital norueguesa, que gostou do trabalho e os contratou como estagiários.

Elenco é todo italiano

Continua após a publicidade

Para Eu Odeio o Natal foi escalado um elenco totalmente italiano e todas as cenas foram gravadas em Veneza, mas ao contrário da maioria das produções a série não glamouriza demais a cidade e mostra os personagens vivendo uma vida comum e ordinária.