Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Crítica Sweet Tooth | Temporada 2 é estável e sem surpresas

Por| Editado por Jones Oliveira | 27 de Abril de 2023 às 21h00

Link copiado!

Netflix
Netflix
Tudo sobre Netflix

Foram dois anos de espera até o lançamento da segunda temporada de Sweet Tooth, série de fantasia adaptada das HQs de mesmo nome da DC Comics. A trama conta a história do pequeno Gus, uma criança de 10 anos que é híbrida de humano com cervo.

No universo de Sweet Tooth, 98% da população foi dizimada por uma pandemia batizada de Flagelo, enquanto alguns bebês começaram a nascer híbridos, ou seja, uma mistura de humano com algum animal.

Atenção: esta crítica pode conter spoilers de Sweet Tooth!

Continua após a publicidade

Ao final da primeira temporada, a jornada de Gus (Christian Convery) em busca da mãe, Birdie (Amy Seimetz), foi interrompida com sua captura pelo General Abbot (Neil Sandilands), que conduz experimentos em híbridos. Além do menino-cervo, outras crianças foram pegas pelo grande vilão da série. A nova temporada, então, dá continuidade a esses acontecimentos.

Novos híbridos

Uma das maiores expectativas para a segunda temporada de Sweet Tooth era no aparecimento de novos híbridos e suas histórias. Porém, eles são apresentados brevemente e são pouco desenvolvidos, apesar de serem importantes para a fuga das mãos do vilão e para o entendimento do protagonista como um híbrido.

Queríamos ver mais da menina-papagaio, que repete fielmente tudo o que escuta, do menino-tartaruga que vive depressivo, ou ainda do simpático menino-elefante e suas trapalhadas. Ao contrário disso, a história da temporada 2 continua a mesma, mostrando mais sobre a história da mãe de Gus e como tudo começou.

Poucas surpresas

Continua após a publicidade

A segunda temporada de Sweet Tooth é boa apenas por não se arriscar, uma vez que não traz grandes aventuras e reviravoltas, rendendo em episódios mornos e sem surpresas. Talvez a proposta tenha sido essa desde o início, já que fãs dos quadrinhos relatam que a série segue fielmente à história criada no papel.

Mesmo com um tema que envolve doença, morte, assassinato e perseguição, a trama consegue se manter interessante para adultos e crianças, acertando na forma em que essas questões são mostradas. Nada é muito brutal ou assustador demais, tampouco muito infantil a ponto de não conquistar os mais crescidos.

Os novos episódios de Sweet Tooth, portanto, encantam por manter uma qualidade estável em relação à temporada anterior, trazendo um bom elenco, caracterização perfeita dos híbridos e uma história divertida. Faltou apenas trazer aventuras mais empolgantes, desenvolver mais cada personagem e acelerar os acontecimentos para criar atrativos para as temporadas futuras.

Você já pode assistir aos oito episódios da segunda temporada de Sweet Tooth na Netflix.