Foursquare coletou dados pessoais com app rastreador de COVID-19

Foursquare coletou dados pessoais com app rastreador de COVID-19

Por Felipe Ribeiro | 25 de Maio de 2020 às 21h45

Na guerra contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2), muitas cidades acabam optando por rastrear seus cidadãos para medir o grau de isolamento social. A ideia, por melhor das intenções, é controversa e gerou muitas críticas no mundo todo. No estado de Dakota do Norte, a administração local conta com o aplicativo Care19, que justamente registrava a localização de seus usuários para transmitir essas informações com o Governo. Eis que, um outro programa, que tem como foco a privacidade, descobriu que o app de rastreio estava compartilhando essas informações com outro grande programa de localização: o Foursquare.

As descobertas, publicadas pelos fabricantes do aplicativo Jumbo, que, como mencionamos acima, é voltado para a privacidade, destacam os riscos inerentes aos aplicativos de rastreamento de contatos. Quando você possui um software projetado para registrar sua localização ou suas interações com outras pessoas e depois compartilhar esses dados, você corre o risco de que essas informações acabem nas mãos erradas.

No caso do Care19, que é desenvolvido pela ProudCrowd, isso é bem preocupante, pois a política de privacidade do aplicativo parece proibir explicitamente o que a Jumbo diz ter observado, principalmente porque o Foursquare faz parte do mecanismo do Care 19.. "Esses dados de localização são privados para você e são armazenados com segurança nos servidores da ProudCrowd. Ele não será compartilhado com ninguém, incluindo entidades governamentais ou terceiros, a menos que você concorde ou o ProudCrowd seja obrigado de acordo com os regulamentos federais", diz a desenvolvedora.

O app Jumbo detectou que o Care19 transmitia a localização das pessoas para o Foursquare/ Imagem: Mashable

O que deixa tudo mais confuso é que o Foursquare aparece como opção dentro do Care19 para que o usuário possa pesquisar "locais próximos", inclusive, com ambas empresas tendo um contrato de funcionamento. Para Tim Brookins, principal desenvolvedor do aplicativo dentro da ProwdCrowd, daí é que surge o compartilhamento das localizações das pessoas, mas ele promete, no entanto, que a empresa vai rever essas políticas. "A interface do usuário do aplicativo Care19 mostra claramente o uso do Foursquare na tela de 'Locais próximos', de acordo com os termos do nosso contrato.Trabalharemos com nossos parceiros estaduais para ser mais explícito em nossa política de privacidade", explicou Brookins, ao The Washington Post.

Tradizindo: Brookins parece atribuir isso a uma confusão, ao invés de qualquer esforço intencional para deturpar seu aplicativo, mesmo que isso soe como um erro grosseiro.

O que diz a Foursquare?

A Foursquare disse, por meio de comunicado enviado ao The Washington Post, que descarta todos os dados de localização enviados pelo Care19 e que não os monetiza. De todo modo, com a descoberta da Jumbo, a relação da empresa com seus usuários fica arranhada, sobretudo em um momento em que é de fundamental importância que a privacidade das pessoas seja preservada.

Aqui no Brasil, os governos regionais têm efetuado parcerias com operadoras de celular para rastrear a movimentação das pessoas e para medir o grau de isolamento dos cidadãos, algo que também foi criticado.

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.