Publicidade

Apple tira atualização do iPhone do ar após problemas no Safari

Por| Editado por Wallace Moté | 11 de Julho de 2023 às 19h36

Link copiado!

Imagem:  Charles Deluvio/Unsplash
Imagem: Charles Deluvio/Unsplash
Tudo sobre Apple

A Apple removeu nesta segunda-feira (10) uma atualização do tipo Proteção Rápida para o iPhone, que trazia uma correção urgente de segurança para o sistema operacional. A revogação da instalação, que também atingiu computadores com o macOS e iPads, está relacionada a problemas no acesso a sites populares por meio do navegador Safari.

Os relatos de falhas começaram logo após a liberação do update, com usuários apontando que sites exibiam um alerta de que não seriam compatíveis quando acessados pelo Safari. Nomes como WhatsApp, Facebook, Instagram e Zoom estavam entre os serviços que exibiam esse tipo de comportamento, o que fez com que a identificação dele, logicamente, fosse rápida, assim como a tomada de atitude pela Apple.

Neste caso, o update trouxe uma correção ao WebKit, ingrediente essencial dos navegadores nos dispositivos da Apple para acesso a sites e serviços online. Enquanto a Maçã não deu detalhes sobre a vulnerabilidade, ela informou que a brecha vinha sendo ativamente explorada por cibercriminosos, o que torna a instalação do update — e agora, seu retorno — urgentes.

Continua após a publicidade

.

O intuito das atualizações de Proteção Rápida para iPhones, iPads e outros dispositivos da Apple é, justamente, atender a problemas específicos de proteção nos aparelhos da Maçã. Os updates não mudam a versão dos dispositivos, com o smartphone, por exemplo, permanecendo na atual edição 16.5.1, enquanto o macOS Ventura continua no pacote 13.4.1.

A Apple se pronunciou oficialmente sobre a retirada da atualização mais recente do ar, confirmando o problema e prometendo para breve o retorno do update. Aos usuários que chegaram a baixar a atualização e estejam enfrentando problemas no acesso a sites pelo Safari, a recomendação é realizar o downgrade por meio das configurações específicas do sistema operacional dos aparelhos. Quando o update retornar, entretanto, a sugestão é baixar o mais rapidamente possível.

Fonte: MacRumours