Ômicron tem risco de internação menor do que a Delta, sugere estudo britânico

Ômicron tem risco de internação menor do que a Delta, sugere estudo britânico

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 24 de Dezembro de 2021 às 13h30
Pixabay

Na última quarta-feira (22), um estudo publicado pelo britânico Imperial College London apontou que a variante Ômicron da covid-19 oferece um risco de internação 45% menor que a Delta. Para chegar a essa estatística, os pesquisadores analisou dados de casos confirmados por testes laboratoriais RT-PCR (o molecular, considerado o mais preciso) da Inglaterra.

Os cientistas coletaram esses dados entre 1º e 14 de dezembro. Ao todo, foram 56 mil diagnósticos de Ômicron e 269 mil de Delta. Com isso, o grupo encontrou evidências de redução no risco de hospitalização com a Ômicron em relação às infecções com a Delta.

Variante Ômicron oferece risco de internação menor que Delta, segundo estudo (Imagem: Zhiminaicela/Pixabay)

O estudo do Imperial College ressalta que o risco de qualquer visita ao hospital (sem a necessidade de internação) com a Ômicron seria entre 20 e 25% menor do que com a Delta, e que as reduções em hospitalizações precisam ser consideradas levando-se em conta o maior risco de infecção com a variante recém-descoberta.

O estudo britânico vem na esteira de uma análise feita na África do Sul, publicada ainda na quarta. Na ocasião, os pesquisadores sul-africanos descobriram que as pessoas que contraíram a Ômicron têm uma chance 80% menor de internação, em comparação com outras cepas já conhecidas.

Fonte: Imperial College London

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.