Variante Delta é responsável por mais internações do que a Alfa, diz novo estudo

Variante Delta é responsável por mais internações do que a Alfa, diz novo estudo

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 31 de Agosto de 2021 às 15h40
halfpoint/envato

Infectados pela variante Delta da COVID-19 têm mais chances de serem hospitalizados do que aqueles contaminados pela Alfa, segundo um novo estudo. Cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, fizeram a comparação com base em dados de idade, sexo, etnia, região, estado de vacinação e data do teste positivo.

Ao analisar as informações, então, os pesquisadores descobriram que o risco de internação hospitalar era 1,45 vez maior em pessoas que foram diagnosticadas com a COVID-19 provocada pela variante Delta, em comparação com a Alfa. Foram analisados os dados de 43.338 pessoas contaminadas por ambas as cepas entre 29 de março e 23 de maio deste ano.

Imagem: Reprodução/Chalabala/Envato Elements

Ainda de acordo com o estudo cerca de 74% dos casos foram de pessoas que não se vacinaram, enquanto 24% foram daqueles que receberam somente uma dose, e somente 2% foram de pessoas que se imunizaram com as duas doses de alguma vacina contra o coronavírus. Estudos anteriores já mostraram que as variantes Delta, que se originou na Índia, e a Alfa, que surgiu no Reino Unido, são mais contagiosas, consequentemente levando mais pessoas aos hospitais.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Outras pesquisas feitas anteriormente mostram também que as vacinas contra a COVID-19 disponíveis são altamente eficazes contra infecções sintomáticas das duas variantes, sendo ainda mais benéficas se a imunização já está completa, seja com as duas doses ou com vacina de dose única. O estudo atual, então, comprova que infectados pela variante Delta têm mais chances de hospitalização, principalmente se não foram imunizados ou se tomaram apenas a primeira dose.

O estudo foi publicado na revista científica The Lancet.

Fonte: Science Blog

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.