Vape explode na boca de jovem, levando-o direto para a UTI

Por Nathan Vieira | 04 de Fevereiro de 2021 às 18h45
Ethan Parsa / Pixabay

Muito se discutiu, nos últimos anos, acerca dos perigos que envolvem o vape. No entanto, uma situação inusitada na Inglaterra levou qualquer receio a outro nível. Acontece que o vape de um jovem de 19 anos explodiu em sua boca, quebrando vários de seus dentes e mandando-o para o hospital.

Os médicos do Queen's Medical Center no Nottingham University Hospital mantiveram o rapaz na UTI por cerca de um dia antes de mandá-lo para casa, mas ele saiu com vários dentes a menos, pois o osso quebrado sustentava os elementos dentários.

Em contrapartida, uma tomografia computadorizada em busca de traumatismo craniano e outros ossos quebrados revelou que o pior da lesão foi limitado à mandíbula do paciente, embora ele tivesse várias queimaduras e cortes dentro e ao redor de seus lábios.

“As explosões causadas por vapes costumam causar principalmente queimaduras e ferimentos nas mãos, coxas, área da virilha e órgãos genitais, já que o cigarro eletrônico frequentemente explode enquanto está na mão ou no bolso do paciente", descreve um artigo publicado no norte-americano Mezzy Journal.

Explosão de vape leva jovem de 19 anos a ser hospitalizado nos EUA, tendo sequelas nos dentes e queimaduras (Imagem:  Lindsay Fox / Pixabay)

Isso porque, além desse, houve outros relatos de vaporizadores explodindo dentro da boca das pessoas, o que acabou em ossos quebrados, queimaduras graves e até mesmo morte. As explosões geralmente estão ligadas a problemas inerentes às baterias de íon-lítio, então não está claro se uma alternativa mais segura pode surgir. Por outro lado, os médicos pedem medidas de segurança urgentes que possam ajudar a prevenir futuras explosões.

“Embora raras, as explosões de vapes são uma preocupação constante devido à crescente popularidade desses dispositivos e aos ferimentos devastadores que podem causar”, diz o relatório.

Em entrevista ao jornal em questão, o paciente contou como se sentiu ao acordar: “Não me senti igual, quase não me senti real. A dor era horrível e quase como um pesadelo; depois que me disseram que eu poderia sair e voltar para casa, onde tudo aconteceu, foi muito assustador, uma onda de mal-estar tomou conta de mim", revelou o jovem.

Fonte: Medizzy Journal via Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.