Vacina da Pfizer contra COVID-19 finalmente é aprovada oficialmente nos EUA

Vacina da Pfizer contra COVID-19 finalmente é aprovada oficialmente nos EUA

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 23 de Agosto de 2021 às 15h30
Alexstand/Envato Elements

Nesta segunda-feira (23), os norte-americanos receberam uma notícia que pode ajudar a combater a propagação do coronavírus no país. A FDA (Food and Drug Administration), que funciona no país como a Anvisa aqui no Brasil, autorizou oficialmente a aplicação do imunizante desenvolvido pela Pfizer com a BioNTech, que vinha sendo usada de forma emergencial.

Com a aprovação total das doses, especialistas acreditam que mais pessoas se sintam mais motivadas a se vacinarem, o que vem sendo um problema por lá pois muitos indivíduos não confiam nas autorizações emergenciais. Além disso, há a expectativa de que mais empresas passem a exigir a imunização de seus funcionários.

Imagem: Reprodução/Rido81/Envato Elements

De acordo com uma pesquisa realizada em junho com mais de 1.800 adultos do país, cerca de 30% das pessoas que não se vacinaram afirmaram preferir esperar pela autorização oficial. "Reconhecemos que, para algumas pessoas, a aprovação de uma vacina pela FDA pode causar uma confiança adicional para serem vacinadas. O marco de hoje nos coloca um passo à frente na alteração do curso dessa pandemia nos Estados Unidos", disse Janet Woodcock, comissária da agência, em declaração.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Com a aprovação completa da vacina da Pfizer, comercializada sob o nome Comirnaty, a vacinação atende a maiores de 16 anos, enquanto para adolescentes de 12 a15 a aplicação continua sendo sob caráter emergencial. Até o momento, cerca de 171 milhões de norte-americanos já foram imunizados completamente contra o coronavírus, sendo metade desta quantidade com as doses da Pfizer.

Agora, o país ainda precisa aprovar de forma oficial as vacinas da Moderna e da Janssen (Johnson & Johnson), que seguem sendo usadas de maneira emergencial. 

 

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.