Surto de COVID-19 em bebês interdita UTI neonatal em Maceió

Surto de COVID-19 em bebês interdita UTI neonatal em Maceió

Por Fidel Forato | Editado por Claudio Yuge | 09 de Março de 2021 às 20h40
Dragos Gontariu/ Unsplash

Com o aumento de casos do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Brasil, o agente infeccioso tem chegado em lugares até então impensados. Na segunda-feira (8), a UTIN (Unidade de Terapia Intensiva Neonatal) da maternidade escola Santa Mônica, em Maceió, precisou ser interditada em decorrência de um surto da COVID-19 em recém-nascidos.

Na UTI para bebês da capital do estado de Alagoas, 15 recém-nascidos testaram positivo para a infecção do coronavírus, antes do local ser isolado. De acordo com a direção da maternidade, outros dois bebês estavam com suspeita de COVID-19, mas apresentaram resultado negativo nesta terça-feira (9). Para evitar uma possível infecção, as duas crianças foram transferidas para a Ucinco (Unidade de Cuidados Intermediários Convencionais).

Em Maceió, 15 recém-nascidos testaram positivos para a COVID-19 em UTI para bebês (Imagem: Reprodução/ Marcin Jozwiak/ Unsplash)

Entenda o caso dos bebês com COVID-19

O surto da COVID-19 só foi descoberto após dois bebês, internados na maternidade Santa Mônica, apresentaram sintomas da infecção por coronavírus. A partir da caracterização do caso, os médicos testaram todos os recém-nascidos internados na UTI. Até o momento, o estado de saúde dos bebês e os sintomas que eles apresentaram não foram divulgados.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

De acordo com o Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde da maternidade, alguns dos bebês infectados pelo coronavírus vieram de outros municípios e foram internados já doentes. Além disso, outros recém-nascidos são filhos de mães que estavam com a COVID-19, enquanto a outra parte teria sido contaminada dentro da própria maternidade.

De ontem para hoje, o espaço suspendeu admissões externas de novas gestantes e recém-nascidos e, agora, o atendimento já foi restabelecido. "Informamos ainda que estamos recebendo pacientes externos normalmente. Salientamos ainda que estamos tomando medidas internas para reforçar a proteção dos nossos pacientes", destacou a maternidade, em nota para o Uol.

Vale comentar que a UTIN da Santa Mônica tem capacidade, no total, para 26 bebês. Além disso, o centro de saúde é considerado referência no estado de Alagoas para o atendimento de gestantes e recém-nascidos de alto risco, dentro do SUS (Sistema Único de Saúde).

De acordo com o último boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas), o estado acumula 136.107 casos de infecção pelo coronavírus, sendo 3.102 óbitos em decorrência da infecção. Ontem, foram notificados 541 casos novos e 15 mortes.

Fonte: Uol  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.