Sem coronavírus: em quais territórios a COVID-19 não chegou?

Por Fidel Forato | 02 de Abril de 2020 às 21h00
iStock

Com mais de 50 mil mortes e a menos de 20 mil casos para chegar na marca de um milhão de infectados pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) no mundo, segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, será que ainda existem países e territórios que não registraram casos da COVID-19? A resposta é sim! Mas, onde estão essas nações? Como se comportam e o que fazem para se proteger?

De acordo com os números da Organização Mundial da Saúde, a COVID-19 já foi detectada em, pelo menos, 180 países e territórios. No entanto, cerca de 40 locais, espalhados pelo globo, ainda não registraram nenhuma infecção, ao menos oficialmente.

Por conta do isolamento, Antártida é o único continente do mundo a não registrar casos da COVID-19 até agora (Foto: Reprodução/ Getty Images)  

Baixa circulação

O coronavírus tem "ganhado" o mundo a partir da circulação de pessoas, principalmente assintomáticas, que transmitem o patógeno. É por isso que muitos países levantaram barreiras contra a chegada de estrangeiros, como muitas nações da Europa fecharam seus aeroportos. Então, países com baixíssima circulação de pessoas encontram uma vantagem nessa característica durante a pandemia. 

São os casos de ilhas remotas, com populações pequenas e baixo fluxo de viajantes (mesmo sendo considerados destinos turísticos, mas para poucos), como Samoa e as ilhas Marshall, na Oceania; a Micronésia, no Pacífico Ocidental; e Santa Helena, no Atlântico Sul. O estado da Polinésia, Tuvalu, por exemplo, que é formado por um arquipélago, tem menos de 15 mil habitantes e nenhum caso oficial de COVID-19.

A Antártida é o único continente inteiramente livre do novo coronavírus. Isso porque além seu isolamento geográfico gélido do resto do mundo, a Antártida é muito pouco povoada, com uma presença uma humana restrita, formada principalmente por pesquisadores internacionais.

Lei do silêncio

Já em alguns outros lugares do globo, a situação é um pouco mais complicada para explicar a inexistência de casos. Com um dos regimes mais repressivos do mundo, o Turcomenistão proibiu a palavra "coronavírus". Isso significa que desde o momento em que a palavra não mais existe, é impossível diagnosticar a doença pelo que de fato é, e nenhum caso deve ser registrado, ao menos oficialmente. 

Da mesma forma, há suspeitas sobre ausência de informações oficiais sobre pacientes confirmados da Coreia do Norte. Cercado por alguns dos países mais afetados, como a China, onde a pandemia começou, é muito difícil que não exista nenhum caso da COVID-19 no território.  

Guerra civil

Em pleno Oriente Médio, a situação do Iêmen chama atenção. A região está em guerra, o que faz dos testes para a COVID-19 e eventuais registros de casos uma tarefa quase impossível. No entanto, isso só a exclui dos casos oficiais, porque é próxima ao Irã, por exemplo, um país que registra mais de 50 mil casos do novo coronavírus. Também é importante lembrar que o Iêmen faz divisa com a Arábia Saudita (atualmente em guerra contra os rebeldes houthis no Iêmen) que, por sua vez, registra mais de 1.800 casos da infecção.  

Outro fator a ser considerado é a disponibilidade de testes para a checagem de casos. Alguns países africanos, como Lesoto e Malauí, não relatam casos confirmados da doença até agora, mas essa aparente resistência ao coronavírus pode ser simplesmente explicada pela ausência de testagem.

Livres da COVID-19?

A seguir, confira uma lista de nações e territórios que ainda confirmaram casos da COVID-19: Samoa Americana; Macau; Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul; Antártida; Malauí; Sudão do Sul; Países Baixos Caribenhos; Ilhas Marshall; Ilhas Spratly; Ilha Bouvet; Micronésia; Svalbard e Jan Mayen; Território Britânico do Oceano Índico; Nauru; Tadjiquistão; Ilha Christmas; Ilhas Cocos (Keeling); Ilha Norfolk; Tonga; Comores; Coreia do Norte; Turcomenistão; Ilhas Cook; Palau; Tuvalu; Ilhas Malvinas; Ilhas Pitcairn; Santa Helena; Vanuatu; Ilha Heard e Ilhas McDonald; Saint-Pierre e Miquelon; Wallis e Futuna; Kiribati; Samoa; Lesoto; Ilhas Salomão; e Iêmen.

No entanto, vale ficarmos atentos, porque essa situação pode mudar a qualquer momento. Ontem (1), três novos países relataram os primeiros casos do novo coronavírus em seus territórios, segundo a OMS. Foram eles: Botsuana, Burundi e Serra Leoa, todos no continente africano. 

Fonte: BBC News e OMS

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.