Publicidade

Parou de beber? Saiba o que vai acontecer com seu fígado

Por| Editado por Luciana Zaramela | 22 de Janeiro de 2024 às 17h05

Link copiado!

LightFieldStudios/envato
LightFieldStudios/envato

Se você parou de beber, talvez a saúde do seu fígado seja uma das preocupações. Alguns estudos ajudam a esclarecer como o órgão fica depois que o consumo frequente de álcool é interrompido. Os benefícios são evidentes, afinal, já apontamos que a abstinência total pode ajudar pacientes com cirrose hepática avançada, por exemplo.

Um estudo publicado na Alcohol Research chegou a sugerir que após apenas duas a três semanas de abandono do álcool, o fígado pode sarar e parecer e funcionar como novo, mesmo no caso de pessoas com esteatose hepática, um distúrbio que se caracteriza pelo acúmulo de gordura nas células do órgão.

Dito isso, nas pessoas que apresentam inflamação do fígado ou cicatrizes leves, com apenas sete dias sem álcool, há reduções visíveis nessas condições. Interromper o uso de álcool por vários meses é melhor ainda, claro, e permite que o fígado se cure e volte ao normal.

Continua após a publicidade

Mas as pessoas que apresentam lesões mais graves ou insuficiência hepática precisam abandonar o álcool durante vários anos para reduzir a probabilidade de agravamento da insuficiência hepática e o risco de morte.

Os efeitos positivos de deixar de beber vão além do fígado, e envolvem o sono, a função cerebral e até a pressão arterial. Evitar o álcool durante longos períodos também reduz o risco de vários tipos de câncer (incluindo fígado, pâncreas e cólon) e o risco de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais.

Como é a abstinência de álcool?

É preciso entender, no entanto, que as pessoas que bebem muito e são fisicamente dependentes do álcool podem se deparar com a temida abstinência alcoólica quando param de beber de maneira abrupta.

Continua após a publicidade

Na sua forma leve, a abstinência é capaz de causar tremores e suor. Mas o caso pode ser grave, o que leva a alucinações, convulsões e, em casos extremos, até morte. É por isso que, uma vez tomada a decisão de parar de beber, a pessoa deve primeiro procurar aconselhamento médico, assim tem orientações de como abandonar o álcool com segurança.

Aliás, vale entender o efeito do álcool no organismo e como afeta seu corpo: tudo começa no cérebro, onde o álcool ativa um neurotransmissor chamado Gaba (ácido gama-aminobutírico) e ajuda a relaxar. A bebida é parcialmente absorvida pelo estômago, mas a maior parte da absorção ocorre pelo intestino, onde se faz a passagem do álcool para o sangue. Nesse processo, as moléculas atingem o fígado.

Fonte: NHS, Alcohol Research, Nutrients, The Conversation