O que é síndrome de Guillain-Barré, que pode surgir pós-vacina da Janssen?

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 14 de Julho de 2021 às 12h04
erika8213/envato

A vacina da Janssen (braço farmacêutico da Johnson & Johnson) pode desencadear a síndrome de Guillain-Barré, segundo a FDA — Food and Drug Administration, agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos. Isso porque, na última segunda (12), a agência atualizou o rótulo da vacina alegando essa possibilidade. Mas você já ouviu falar dessa síndrome?

Trata-se de uma doença autoimune que causa fraqueza ou paralisia muscular. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos descrevem o distúrbio como raro. A síndrome é mais comum entre adultos mais velhos, e a incidência aumenta com a idade.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

"A maioria dos pacientes percebe inicialmente a doença através de sensação de parestesias nas
extremidades distais dos membros inferiores e, em seguida, superiores. Dor neuropática lombar ou nas pernas pode ser vista em pelo menos 50% dos casos. Fraqueza progressiva é o sinal mais perceptível ao paciente, ocorrendo geralmente nesta ordem: membros inferiores, braços, tronco, cabeça e pescoço. A intensidade pode variar desde fraqueza leve, que sequer motiva a busca por atendimento médico em nível primário", afirma o Ministério da Saúde.

Dor nas pernas é um dos sintomas da síndrome de Guillain-Barré (Imagem: twenty20photos/envato)

Segundo o CDC, cerca de 60% das pessoas que desenvolvem o problema já tiveram diarreia ou doença respiratória causada pela infecção pela bactéria Campylobacter jejuni. O distúrbio também pode surgir após uma gripe ou outras infecções (como o citomegalovírus e o vírus de Epstein Barr). Vale perceber, ainda, que o vírus Zika é uma das causas.

Os sintomas podem durar algumas semanas, e alguns casos podem ter danos em longo prazo no sistema neurológico. A síndrome pode até mesmo levar à morte, mas isso é mais raro ainda.

Fonte: CNN, Ministério da Saúde

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.