Ministério da Saúde comprou menos doses de vacina contra COVID que o anunciado

Ministério da Saúde comprou menos doses de vacina contra COVID que o anunciado

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 05 de Maio de 2021 às 14h57
Maksim Goncharenok/ Pexels

No combate ao coronavírus SARS-CoV-2, a maioria dos governos trabalha, diariamente, na aquisição de novas doses de vacinas contra a doença, inclusive o Brasil. No entanto, o Ministério da Saúde confirmou que divulgou um número superestimado de imunizantes já contratados para vacinar a população brasileira contra a COVID-19.

Em propagandas e em declarações públicas, a Saúde chegou a anunciar a compra de mais de 560 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19. Só que, em resposta a um questionamento oficial feito pelo Congresso, o ministério afirmou que o número contratado é de apenas 280 milhões de doses. Isso porque, nos números divulgados como certos, constam doses que ainda dependem de contratação.

Ministério da Saúde contratou menos doses de vacinas contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/KamranAydinovStudio/Envato Elements)

Entenda o número de vacinas já compradas pelo Brasil

Segundo apuração do Estadão Conteúdo, a Saúde já divulgou, via Twitter, um vídeo em que anunciava que "já foram comprados mais de 560 milhões de doses" de vacinas. Em outra ocasião, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que "o governo federal já tem contratados mais de 560 milhões de doses de vacina", depois de reunião do comitê de combate à COVID-19.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Por outro lado, a resposta oficial da pasta é outra, quando questionada pelo Congresso. Na declaração, a Saúde explicou que o número não procede e que 281.023.470 doses foram contratadas e que outras 281.889.400 estão "em fase de negociação". Esta resposta foi assinada por Lauricio Monteiro Cruz, diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do ministério, no dia 12 de abril, e chegou ao Congresso na segunda-feira (3).

Quais contratos ainda estão abertos para aquisição de vacinas?

Na lista de vacinas anunciadas, ainda dependem da assinatura de contrato 30 milhões de doses da CoronaVac produzidas pelo Instituto Butantan, com a tecnologia da farmacêutica chinesa Sinovac. Além disso, existem mais 41,4 milhões de doses que podem ser fornecidas pelo consórcio internacional Covax Facility, liderado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A maioria, no entanto, das doses ainda não contratadas, oficialmente, é da Covishield (Oxford/AstraZeneca) com suporte da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Segundo a pasta, são esperados 210 milhões de unidades até o final de 2021, mas não há contrato assinado que garanta toda essa produção. Segundo a Fiocruz, o contrato para a produção da matéria-prima ainda está em aberto.

Fonte: Exame  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.