Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

IA prevê idade biológica ao analisar rosto, língua e retina

Por| Editado por Luciana Zaramela | 10 de Janeiro de 2024 às 12h21

Link copiado!

 mari lezhava/Unsplash
mari lezhava/Unsplash

Em estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences na última segunda-feira (8), pesquisadores da Universidade de Pequim relataram a descoberta de uma inteligência artificial capaz de prever a idade biológica de uma pessoa ao analisar imagens do rosto, língua e retina.

Para alcançar tal descoberta, os cientistas utilizaram imagens em 3D de 11.223 pessoas saudáveis e 2.840 pessoas com doença crônica (doença coronariana, doença cardiovascular, doença renal crônica, diabetes, hipertensão e acidente vascular cerebral).

Conforme aponta o estudo, a IA em questão pode não apenas estimar a idade biológica, como também obter informações e prever o risco de doenças crônicas específicas de órgãos. Os cientistas observam que o nervo óptico contém axônios (partes do neurônio responsáveis pela condução dos impulsos elétricos) derivados do sistema nervoso central, o que torna as imagens da retina um indicador potencial da saúde do cérebro. 

Continua após a publicidade

Enquanto isso, a exposição ao microbioma deduzida a partir de imagens da língua pode ser um indicador da saúde da cavidade oral e do trato gastrointestinal.

A invenção foi definida pelo grupo como "confiável para ser usada independentemente ou em conjunto com outros fatores de risco conhecidos para prever a progressão de doenças crônicas relacionadas à idade". Os pesquisadores defendem, ainda, que a ferramenta inclusive é mais precisa do que outras semelhantes.

O mecanismo mostrou capacidade de detectar as mudanças progressivas associadas ao envelhecimento, e os resultados também indicaram que indivíduos com doenças crônicas apresentam vários desvios que podem ser utilizados para detectar e avaliar a progressão dessas condições.

Idade biológica

Estudos anteriores já mostraram a importância da idade biológica, que pode ser usada para prever risco de Alzheimer e AVC, por exemplo. A idade biológica representa o envelhecimento orgânico, ou seja, a idade que os nossos órgãos têm, levando em consideração que o envelhecimento precoce pode atingir determinados órgãos.

Existem condições que contribuem negativamente para a idade biológica. Estudos anteriores apontaram que o estresse envelhece biologicamente, por exemplo, mas pode ser reversível.

Fonte: Proceedings of the National Academy of Sciences