Publicidade

Homem toma Viagra em dose dupla e fica cego de um olho

Por| Editado por Luciana Zaramela | 19 de Outubro de 2023 às 20h10

Link copiado!

Dabarti/Envato
Dabarti/Envato

No Irã, um homem saudável, de 32 anos, perdeu a visão de um dos olhos, após tomar uma dose dobrada de Viagra (sildenafila), segundo relato de caso publicado por pesquisadores da Universidade de Ciências Médicas de Teerã. A situação é extremamente rara e, na literatura científica, menos de 10 casos similares já foram relatados.

Para a equipe de especialistas que descreveram o caso na revista científica Journal of Medical Case Reports, é preciso se atentar ao uso do Viagra, ainda mais entre os mais novos. Afinal, "a sildenafila pode estar associada a acidentes vasculares retinianos graves em indivíduos jovens saudáveis”, pontuam.

Resultado da dose dobrada de Viagra

Continua após a publicidade

No caso iraniano, os pesquisadores afirmam que o paciente teria consumido 100 miligramas da substância. Isto é considerado o dobro da dose padrão recomendada para tratar a disfunção erétil — quadro em que o homem não consegue manter uma eração durante o sexo e que pode ter diferentes causas, sendo caracterizado como o oposto do priapismo.

Após tomar a dose excessiva do remédio azulzinho, como é popularmente chamado, o jovem adulto passou a apresentar problemas de visão. Em seguida, foi para o hospital, mas, ao chegar, os danos eram tão graves que a equipe os classificou como irreversíveis.

Para ser mais específico, o paciente desenvolveu um coágulo nas artérias e veias responsáveis pelo fornecimento de sangue ao seu olho direito, o que culminou no descolamento da retina e no desenvolvimento de um edema macular. Tudo isso resultou na cegueira de um dos olhos. Até o episódio, ele não tinha histórico de problemas de coagulação, como apresentou após o uso da medicação.

Continua após a publicidade

Efeitos indesejados na visão?

Anteriormente, supostos efeitos adversos raros do medicamento para impotência sexual na visão já foram rastreados, segundo o Conselho Federal de Medicina (CFF). No entanto, “a conexão precisa entre o medicamento e esses problemas ainda não está completamente esclarecida”, aponta artigo da instituição brasileira.

Para comprovar a causa e efeito, ainda mais em homens tão jovens, como o paciente iraniano, é necessário realizar mais pesquisas e testes com a medicação, buscando entender os mecanismos que implicam na perda de visão e cegueira. Com isso, será possível até estabelecer o quão raro a complicação seria.

Outros riscos da sildenafila

Continua após a publicidade

Independente dessas análises complementares, o fato alerta para o risco do uso de remédios que melhoram a atividade sexual, sem o devido acompanhamento médico. Para além da visão, há complicações conhecidas para a saúde cardiovascular associados com a sildenafila e também com a tadalafila (Cialis) — outro medicamento com função semelhante.

“O Viagra pode interagir com outros medicamentos que afetam o coração, como nitratos e bloqueadores dos canais de cálcio, aumentando o risco de efeitos colaterais graves”, reforça Jardel Inácio, farmacêutico e conselheiro federal de Farmácia pelo Amazonas.

“Pessoas que sofrem de condições cardíacas graves, como insuficiência cardíaca descompensada ou angina instável, também devem abster-se de utilizar o Viagra”, completa o especialista.

Continua após a publicidade

Fonte: Journal of Medical Case Reports e CFF