SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Homem com COVID-19 infectou 533 pessoas em uma fábrica em Gana

Por| 12 de Maio de 2020 às 18h50

Link copiado!

Homem com COVID-19 infectou 533 pessoas em uma fábrica em Gana
Homem com COVID-19 infectou 533 pessoas em uma fábrica em Gana

Na pandemia da COVID-19, o grande desafio é lidar com a capacidade de transmissão do novo coronavírus (SARS-CoV-2) tanto na esfera pessoal quanto na governamental. Isso porque pessoas aparentemente assintomáticas podem transmitir o vírus ou ainda é possível que os doentes confundam os sintomas, nos casos mais leves, com os de uma gripe comum. Em ambos os casos, as chances de contaminação de pessoas saudáveis é alta.

Em Gana, na África, centenas de trabalhadores de uma fábrica do setor alimentício, que trabalhavam com o processamento de peixes, testaram positivo para o novo coronavírus, segundo o presidente do país, Nana Akufo-Addo, em seu discurso público à nação neste domingo (10).

Continua após a publicidade

No total, são 533 novos pacientes da COVID-19 após contraírem o vírus de um outro trabalhador, da mesma fábrica, localizada na cidade portuária de Tema. No entanto, o governo ainda não deu mais detalhes sobre as operações e medidas sanitárias a serem tomadas sobre a situação específica, segundo informou a CNN.

Situação de Gana

Após a infecção em massa do novo coronavírus na fábrica, o número total de casos confirmados no país da África Ocidental sobe para 4.700, afirmou o presidente. Hoje (12), já são mais de cinco mil casos, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. A autoridade nacional também informa que 22 pessoas morreram em decorrência da infecção respiratória desde que o primeiro caso da doença foi registrado no país em março.

Segundo Akudo-Addo, os casos continuam a aumentar porque foram feitas melhorias nos testes, alegando que "quanto mais pessoas testamos para o vírus, mais pessoas descobriremos como positivas". Segundo as informações da área de saúde, Gana realizou mais de 160 mil testes para COVID-19 e tem mais de sete centros para o diagnóstico que trabalham para acelerar o tempo de resposta dos exames.

Continua após a publicidade

No pronunciamento, o presidente estendeu as proibições existentes para reuniões públicas e disse ainda que as escolas e as fronteiras em todo o país devem permanecer fechadas para o controle da epidemia até o dia 31 de maio. Estão também proibidos a abertura de locais para beber, festas, boates, uso das praias, festivais, comícios políticos, atividades religiosas e eventos esportivos.

A nova medida acontece após ações de relaxamento adotadas no mês passado, quando o presidente suspendeu o bloqueio de três semanas nas principais cidades do país africano. Na época, a alegação era de que os testes de coronavírus demonstravam melhora da situação local e, dessa maneira, já era possível reduzir as medidas de isolamento no país.

Continua após a publicidade

"Só podemos garantir a segurança um do outro se continuarmos a aderir a elas [medidas de restrição]. Como já disse antes, essas restrições não podem e não serão uma característica permanente de nossas vidas e, em breve, espero anunciar as medidas para facilitar sistematicamente as medidas restritivas que nos trazem de volta à normalidade", defendeu o presidente.

Fonte: CNN e Governo de Gana