Ginecologista cria primeiro preservativo unissex do mundo; veja como funciona

Ginecologista cria primeiro preservativo unissex do mundo; veja como funciona

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 02 de Novembro de 2021 às 13h00
Freepik

Um ginecologista da Malásia, país asiático, revelou recentemente que inventou um preservativo que pode ser usado tanto no pênis quanto na vagina. O objetivo do projeto é revolucionar a saúde sexual, oferecendo um método contraceptivo mais versátil.

Batizado de Wondaleaf, o preservativo unissex é uma película transparente que pode tanto envolver o pênis, quanto ser colocada dentro da vagina. Esse material também cobre a região púbica para evitar o vazamento de fluidos, que pode resultar em gravidez indesejada ou na infecção por uma doença sexualmente transmissível (DST).

No vídeo abaixo, é possível conferir como o preservativo é usado no órgão genital feminino:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

E aqui, como é colocado no pênis:

John Ing Chinh, o inventor do produto, conta que o preservativo é basicamente uma camisinha com uma cobertura adesiva, feita com poliuretano, material que não tem cheiro ou gosto, ideal para quem tem alergia ao látex. A espessura do preservativo é de apenas 0,03 milímetro, para evitar a redução da sensibilidade, e a parte adesiva não é dolorosa de remover da pele, embora possa ser um pouco chato quando aplicada em cima dos pelos pubianos.

Em testes clínicos, homens e mulheres afirmaram que o uso foi tão satisfatório quanto com a camisinha normal, ou ainda melhor, e foram poucos os relatos de danos ou escorregamento. Os estudos mostraram ainda que tanto mulheres quanto os homens disseram preferir usar a Wondaleaf do que o preservativo feminino tradicional.

Inicialmente, o produto será vendido somente na Malásia, uma vez que preservativos precisam passar por testes de qualidade rigorosos em cada país. "Baseado no número de testes clínicos que realizamos, estou bastante otimista que, com o tempo, o preservativo será um acréscimo significativo a muitos métodos contraceptivos usados na prevenção da gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis", diz o médico e inventor da Wondaleaf.

Fonte: IFL Science

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.