Estudo sugere quem são os principais transmissores da COVID-19

Estudo sugere quem são os principais transmissores da COVID-19

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 26 de Agosto de 2021 às 15h30
Denis Jung/Unsplash

Uma pesquisa do Centro de Estudos do Genoma Humano e de Células-Tronco (CEGH-CEL) descobriu que os homens podem ser os principais transmissores do SARS-CoV-2.  O trabalho se desenrolou com base em um levantamento epidemiológico com 1.744 casais brasileiros.

O estudo apontou que homens apresentam uma carga viral na saliva cerca de dez vezes maior do que mulheres, até os 48 anos. Os pesquisadores também ouviram relatos de casais em que a mulher foi infectada pelo SARS-CoV-2 e apresentou sintomas leves ou moderados, enquanto o homem permaneceu assintomático.

Ainda foi analisada a transmissão do vírus em casais que moraram juntos durante o período da infecção sem adotar medidas de proteção. A combinação dos dados coletados mostrou que os homens foram os primeiros ou únicos infectados na maioria dos casos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Homens são os principais transmissores da COVID-19, segundo estudo brasileiro (Imagem: Anastasiia Chepinska/Unsplash)

O grupo também analisou o material genético de casais em que apenas um dos cônjuges foi infectado pelo SARS-CoV-2, embora ambos tenham sido expostos, para entender por que algumas pessoas são naturalmente resistentes à infecção, e chegou à conclusão que variantes genômicas mais frequentes nos parceiros suscetíveis levariam à produção de moléculas que inibem a ativação das células de defesa conhecidas como exterminadoras naturais, ou "natural killers". O artigo completo pode ser acessado aqui.

Fonte: Agência Fapesp

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.