Homens mais jovens são mais propensos a desenvolver COVID grave, diz estudo

Homens mais jovens são mais propensos a desenvolver COVID grave, diz estudo

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 24 de Agosto de 2021 às 10h40
Pressmaster/Envato Elements

Pessoas infectadas pela COVID-19 e que desenvolvem uma forma grave da doença geralmente são diagnosticadas com síndrome respiratória aguda grave, que coloca a vida do paciente em risco. E de acordo com um novo estudo, pessoas mais jovens, principalmente homens, são mais prováveis a sofrerem da condição em comparação com o restante da população.

O estudo, liderado por David N. Fisman, na Universidade de Toronto, foi feito para avaliar as variações das infecções pelo coronavírus com base nas faixas etárias. Então, os cientistas descobriram que, em comparação com a população geral, as taxas de infecção foram mais baixas em crianças e adultos com 70 anos ou mais, e maiores em adolescentes e homens com idades entre 20 a 49 anos.

Imagem: Reprodução/Chalabala/Envato Elements

Os pesquisadores usaram dados do sistema laboratorial da cidade de Ontario, no Canadá, de pessoas que foram testadas para COVID-19 e tiveram resultado positivo. A metodologia usada pela equipe ainda precisa ser validada, como diz o artigo, mas as respostas já sugerem que homens mais jovens estão em um grupo de risco ainda desconhecido. "Nossa abordagem destaca a importância das pessoas mais jovens, principalmente homens mais jovens, como condutores silenciosos de uma infecção virulenta em adultos mais velhos", dizem os autores da pesquisa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O estudo foi publicado na revista científica Annals of Internal Medicine.

Fonte: MedicalXpress

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.