Estudo indica que jovens não têm capacidade pulmonar afetada pela COVID-19

Estudo indica que jovens não têm capacidade pulmonar afetada pela COVID-19

Por Renato Santino | Editado por Luciana Zaramela | 08 de Setembro de 2021 às 11h13
Reprodução: studiogstock/Freepik

Um novo estudo, conduzido em Estocolmo, na Suécia, indica que a infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2 não impacta as funções pulmonares de jovens. A análise demonstrou que o funcionamento do órgão permanecia similar entre quem havia sido infectado e quem não foi.

O estudo envolveu 660 jovens nascidos entre 1994 e 1996, ou seja, com idades variando entre 24 e 27 anos. Eles já haviam sido examinados antes da pandemia, entre 2016 e 2019, e agora passaram por nova avaliação.

Dentro do grupo acompanhado, 27% já apresentavam anticorpos contra a COVID-19, o que sinaliza uma infecção prévia. Mesmo assim, não foi observada uma diferença significativa na capacidade pulmonar em relação a quem ainda não entrou em contato com o vírus.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Análise mostrou que jovens não tiveram capacidade pulmonar alterada pela COVID (Robina Weermeijer/Unsplash)

A pesquisadora Ida Morgensen, do pós-doutorado do Instituto Karolinska, faz uma ressalva, no entanto. Quando a análise incluiu 123 participantes com asma, foi observada, sim, uma tendência de redução de capacidade pulmonar no grupo que já teve a COVID-19.

Essa diferença entre resultados não foi considerada estatisticamente significante, mas a cientista pediu uma análise mais aprofundada do grupo asmático para entender o impacto específico.

Um outro estudo, realizado na Alemanha pela Universidade do Ruhr em Bochum, chegou a conclusão similar, com base em 73 crianças e adolescentes, de 5 a 18 anos, entre agosto de 2020 e março de 2021.

Igualmente, o estudo não observou uma diferença estatisticamente significativa na capacidade pulmonar entre quem ainda não havia entrado em contato com o vírus e quem já havia desenvolvido anticorpos.

Ambos os estudos foram apresentados durante o Congresso Internacional da Sociedade Europeia Respiratória.

Fonte: The Telegraph

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.