É o primeiro dia em que a Espanha não registra mortes pela COVID-19 desde março

Por Fidel Forato | 02 de Junho de 2020 às 21h20
Reprodução: AP

Na segunda-feira (1), a Espanha não informou nenhum novo óbito em decorrência do coronavírus (SARS-CoV-2) em um período de 24 horas. Histórico, é a primeira vez que isso acontece desde março, quando a COVID-19 começou a afetar drasticamente a vida da população espanhola. Nesse mesmo período, a Espanha registrou apenas 71 novos casos da COVID-19 no intervalo de um dia.

"Estamos em um lugar muito bom na evolução da pandemia", explicou o responsável pela resposta do país frente a COVID-19, Fernando Simón. “As estatísticas estão seguindo uma tendência. Eles estão indo na direção certa”, completou na coletiva de imprensa. Até o momento, o número total de mortos é de 27.127, com 240.000 casos confirmados.

Pela primeira vez, desde março, Espanha não registra novos óbitos pela COVID-19 (Foto: reprodução/ Getty Images)

Histórico espanhol

Na Europa, a Espanha foi o segundo país, depois da Itália, a ser fortemente atingida pela pandemia da COVID-19, isso antes mesmo do aumento de casos da França e do Reino Unido. Em decorrência disso, o país foi considerado um dos segundos epicentros da infecção respiratória no globo.

A Espanha registrou os seus dois primeiros óbitos pela COVID-19 no dia 3 de março. Dois deias depois, a terceira morte foi notificada e, a partir de então, o número de infecções e mortes no país aumentou exponencialmente. No dia 2 de abril, eram registrados 950 óbitos em um período de 24 horas — o que foi considerado o pico da curva no país, com o número máximo de mortos.

Para barrar os novos casos, foram implementadas rigorosas normas para o isolamento social na metade de março e, dessa forma, o país conseguiu reduzir a ocupação em hospitais. E só, agora, o bloqueio é gradualmente relaxado, sempre acompanhando a situação de melhora. Mesmo com os bons resultados, o governo espanhol frisa que a ameaça do novo coronavírus não acabou e que o afrouxamento das restrições pode ser revertido.

Fonte: The New York Times

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.