Publicidade

Doenças reumáticas podem afetar crianças e jovens; conheça os sinais

Por| Editado por Luciana Zaramela | 20 de Outubro de 2021 às 15h18

Link copiado!

Twenty20photos/Envato Elements
Twenty20photos/Envato Elements

Na maioria das vezes, as doenças reumáticas, como artrite, fibromialgia e osteoporose, são associados a indivíduos adultos, principalmente aqueles que têm mais de 60 anos. Diferente do que prega o senso comum, estas doenças podem afetar também crianças e adolescentes, segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR). 

“Existe o mito de que as doenças reumáticas, que são popularmente chamadas de reumatismos, é uma coisa de 'velho', quando na verdade, as doenças reumáticas podem afetar todas as faixas etárias”, explica o reumatologista e presidente da SBR, Ricardo Xavier. Independente da idade, pacientes que enfrentam problemas reumáticos costumam sentir dor, inchaço e rigidez nas articulações.

Continua após a publicidade

Em números, as doenças reumáticas afetam mais de 15 milhões de pessoas no Brasil. De modo geral, doenças do tipo a dificultam o bom funcionamento do aparelho locomotor, ou seja, as articulações, os ossos, os músculos, as cartilagens, os tendões e os ligamentos. 

Doenças reumáticas mais comuns em crianças e jovens

De acordo com Xavier, as artrites enteropáticas representam a maioria dos casos de doenças reumáticas em jovens. Elas "são as artrites mais definidas pelo comprometimento que se inicia antes dos 16 anos, compreende também alguns tipos de artrites com diferentes manifestações, mas o principal sintoma é o processo inflamatório na articulação levando a dor, ao inchaço e à rigidez”, explica o reumatologista. 

Além disso, existem outras doenças que afetam os mais jovens, como o lúpus eritematoso sistêmico. “Pacientes jovens também podem ter quadros de fibromialgia e um outro grupo de doenças são as chamadas doenças autoinflamatórias, onde as crianças podem ter quadros de febres intermitentes, febres cíclicas também associadas com dores nas articulações. Esses provavelmente são os quadros que vemos com mais frequência”, detalha. 

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Sinais e sintomas das doenças reumáticas

Os sintomas das doenças reumáticas mais característicos são a dor e limitações na função das articulações, mas não são as únicas formas de identificação, explica Xavier. “As doenças reumáticas compreendem mais de 120 doenças. Têm variados tipos de manifestações que podem ou não ter um comprometimento do que chamamos de sistema músculo-esquelético, que são músculos, tendões, articulações e os ossos em geral”, comenta.

A partir de sua experiência clínica, o reumatologista explica que o quadro responsável por levar a maioria dos pacientes ao consultório é a dor persistente. “Toda dor nas articulações ou dor em qualquer parte dos membros dos músculos, tendões, ossos, que dure mais de duas a três semanas, é um bom motivo para a gente buscar a atenção médica, se possível com reumatologista”, afirma Xavier. 

Continua após a publicidade

Vale lembrar que as doenças reumáticas tendem a ser crônicas, mas há tratamentos eficazes. “Na maior parte, as doenças reumáticas têm um caráter crônico e persistente. Por isso, elas não têm uma cura, como a maior parte das doenças crônicas — como o diabetes, a hipertensão —, mas são doenças que são perfeitamente tratáveis", explica o médico.

Inclusive, os tratamentos disponíveis podem, dependendo do caso, levar até a remissão da doença, ou seja, ela poderá "desaparecer" por longos períodos. Para buscar ajuda médica, o reumatologista é a especialidade mais indicada, mas, na impossibilidade, o paciente pode procurar tanto um clínico geral quanto um ortopedista. 

Fonte: Agência Brasil