Cura da artrose a caminho? Cientistas criam cartilagem usando células-tronco

Cura da artrose a caminho? Cientistas criam cartilagem usando células-tronco

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 07 de Outubro de 2021 às 17h30
ASphotostudio/Envato Elements

Para o tratamento de pessoas com desgaste de cartilagem — como quem tem osteoartrite (artrose) —, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, desenvolveu uma nova maneira para transformar células-tronco em tecido cartilaginoso. Potencialmente, a técnica deve permitir novas possibilidades de tratamento médico para quem enfrenta condições do tipo.

Vale explicar que a cartilagem atua como um amortecedor natural das articulações. Seja pelo avançar do tempo, por lesões esportivas ou traumas, o desgaste cartilaginoso leva à condição. Em consequência disso, é como se os ossos se raspassem uns com os outros. Nese ponto, a pessoa costuma sentir dores e ter dificuldade de movimentação, o que pode ocorrer em diferentes graus.

Pesquisa transforma células-tronco em cartilagem (Imagem: Reprodução/Artem Podrez/Pexels)

Atualmente, faltam procedimentos que reparam o dano da cartilagem com alta eficácia e de forma permanente. Segundo os pesquisadores, os métodos disponíveis costumam oferecer soluções que duram entre 5 a 10 anos, quando uma nova intervenção é, então, necessária. Nesse sentido, ainda faltam formas para a promoção de uma reparação robusta e duradoura.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Células-tronco viram cartilagem

Publicado na revista científica Scientific Reports, o estudo demonstrou como os cientistas geraram um tecido cartilaginoso, em laboratório, ao diferenciar células-tronco embrionárias em condroblastos, as células que formam a cartilagem. Em seguida, os autores usaram estas células para gerar pedaços tridimensionais de tecido cartilaginoso, sem quaisquer materiais de suporte sintéticos ou naturais.

Na montagem, os pesquisadores mostram pedaços da cartilagem, desenvolvidas a partir das células-tronco, em detalhes. Os tecidos estão com 4,5 mm de diâmetro (Imagem: Reprodução/Griffith et al., 2021/Scientific Reports)

"Esta pesquisa é empolgante, pois nossa capacidade de gerar cartilagem com propriedades semelhantes às da cartilagem humana normal tem o potencial de fornecer um produto de engenharia tecidual robusto para o reparo da cartilagem", explicou a pesquisadora Franchesca Houghton, da Faculdade de Medicina da Universidade de Southampton, sobre a técnica, considerada promissora.

Segundo os autores, eles são os primeiros a usar a técnica livre de qualquer tipo de arcabouço para gerar tecido de cartilagem. Além disso, Rahul Tare, também professor da universidade, explicou que "esta abordagem baseada em tecido de substituição 'similar' tem o potencial de constituir uma mudança radical nas abordagens cirúrgicas, baseadas em células, para reparar a cartilagem danificada e melhorar os resultados dos pacientes a longo prazo".

Agora, o próximo passo da equipe é aprofundar estas descobertas, a partir de novos estudos. No futuro, é possível que este tecido criado em laboratório possa ser usado rotineiramente em cirurgias para o reparo da cartilagem danificada.

Para acessar o estudo completo sobre o uso de células-tronco para o desenvolvimento de cartilagem, publicado da revista Scientific Reports, clique aqui.

Fonte: News Medical  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.