Este dispositivo dá banho nos testículos e controla a fertilidade do homem

Este dispositivo dá banho nos testículos e controla a fertilidade do homem

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 30 de Outubro de 2021 às 09h00
Vladdeep/envato

Em busca de uma alternativa à pílula anticoncepcional feminina e os possíveis efeitos colaterais deste método, a designer alemã Rebecca Weiss criou o protótipo contraceptivo portátil para uso exclusivo dos homens. A invenção recebeu o nome de COSO e concorre ao prêmio de design internacional James Dyson.

Pensado para o uso doméstico, o dispositivo deve garantir aos homens uma espécie de infertilidade temporária e reversível. Além disso, não é necessário o uso de qualquer hormônio: o indivíduo precisa apenas dar um "banho nos testículos".

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como funciona o dispositivo?

Para funcionar, a pessoa precisa, literalmente, colocar os testículos dentro do equipamento e, em seguida, preenchê-lo com água e deixar o líquido aquecer. Por fim, a espermatogênese — produção de espermatozoides — do homem será suprimida pela ação de um ultrassom acoplado no aparelho.

Em outras apalavras, este anticoncepcional masculino produz estímulos através do ultrassom e, dessa forma, suprime a ação dos espermatozoides temporariamente. Eles perdem a motilidade no processo, ou seja, ficam menos ativos e não conseguem fertilizar o óvulo.

Histórico da invenção contraceptiva masculina

"Cerca de um ano atrás, fui diagnosticada com câncer de colo do útero devido à contracepção com a pílula", explicou a criadora do aparelho. “Depois disso, a contracepção hormonal não era mais uma opção. Quando meu parceiro e eu estávamos procurando um método alternativo, ficamos sabendo da falta de contraceptivos masculinos", conta.

"O problema não é exclusivo. Afeta muitos outros [casais] também. Isso também é evidente na crescente discussão pública atual sobre a falta de alternativas anticoncepcionais. Portanto, decidi lidar com o desenvolvimento de uma nova abordagem anticoncepcional para homens em minha tese de mestrado em Desenho Industrial na Universidade Técnica de Munique", detalha Weiss sobre os motivos que a levaram a desenvolver o dispositivo.

Após ganhar a etapa alemã do prêmio James Dyson — e seguir para a final internacional —, a inventora planeja testar a viabilidade do dispositivo, mas, para isso, ainda precisa levantar fundos que financiem os testes clínicos.

Fonte: IFL Science  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.