COVID-19 | É necessário usar máscara dentro de casa?

Por Nathan Vieira | 15 de Agosto de 2020 às 13h00
Unsplash/engin akyurt

Com a pandemia, veio também uma mudança radical em nossos hábitos do cotidiano, principalmente quando se trata da utilização de máscara quando sair de casa se faz necessário. No último dia 31, durante uma coletiva de imprensa, a médica e diplomata norte-americana Deborah Birx — que é especializada em imunologia e passou a atuar como Coordenadora de Resposta ao coronavírus da Força-Tarefa da Casa Branca — ressaltou que aqueles que vivem atualmente em um lugar que seja foco de COVID-19 devem considerar o uso de máscara dentro de casa, e não apenas quando sair por aí, se houver algum membro da família no grupo de risco.

Acontece que os casos continuam a aumentar em muitas partes dos Estados Unidos, principalmente nos estados do sul e sudoeste, como Carolina do Sul, Geórgia, Flórida e Texas. Segundo a coordenadora, situação dos EUA entrou numa "nova fase", com o vírus se espalhando por todo o país, chegando mesmo a áreas rurais, que eram, no início da pandemia, praticamente livres de casos. Os americanos que viajam pelo país contribuíram pelo menos parcialmente para essa disseminação contínua do vírus.

Na ocasião, Birx enfatizou a importância da transmissão assintomática e disse que a força-tarefa do coronavírus da Casa Branca estava trabalhando para garantir que os americanos nas comunidades afetadas entendessem esse risco. “Se você tiver um surto em sua área rural ou em sua cidade, você realmente precisa considerar usar uma máscara em casa, supondo que você seja positivo ou tenha pessoas em sua casa com comorbidades, como problemas respiratórios ou diabetes", afirmou.

Nesse mesmo dia, em entrevista à NBC, o pediatra e almirante norte-americano, Brett Giroir, secretário assistente do ministério da Saúde dos EUA, apontou o uso de máscara como talvez a medida preventiva mais eficaz em comunidades que estão enfrentando surtos.

Usar máscara em casa é necessário?

Infectologistas falam sobre a utilização de máscara dentro de casa durante essa pandemia (Imagem: Reprodução/Freepik)

No entanto, embora essa questão de usar máscara em casa esteja acontecendo nos Estados Unidos, ainda não chegou no Brasil, o que nos acende a questão: é necessário usar máscara em casa ou não? A equipe do Canaltech conversou com a Dra. Nancy Bellei, infectologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) para entender isso melhor.

Segundo a especialista, há evidência suficiente de que uso de máscara cirúrgica inibe a transmissão da doença, e se houver uma pessoa que tenha dado positivo para a COVID-19, é importante usar a máscara. "A pessoa que está doente em casa deve usar uma máscara cirúrgica. E quem cuida dessa pessoa, ou seja, quem se aproxima dessa pessoa para levar alimentação, para levar a medicação, para cuidar no leito a menos de um metro de distância em ambientes pouco ventilados, deve usar uma máscara cirúrgica também, porque nós temos comprovação para proteção contra a COVID-19".

No entanto, a infectologista aponta que o uso de máscara por pessoas que não estejam infectadas, num cenário em que não se tenha conhecimento de familiares que estejam com a doença, não foi avaliado em estudos. "A gente não tem que afirmar que vale a pena as pessoas em casa usarem máscaras médicas/máscaras cirúrgicas quando nós não tivermos um paciente sabidamente positivo para COVID-19. A gente não pode recomendar uma situação em que não há nenhuma evidência. Não acho que o ministério da saúde deva fazer essa recomendação em casa sem uma evidência robusta que possa determiná-la para as famílias brasileiras".

Por sua vez, Dra. Gloria Selegatto, infectologista do Hospital Sírio-Libanês, também traz seu ponto de vista. De acordo com ela, o uso de máscara dentro de casa não é recomendado, exceto em situações de convivência com outro morador positivo/sintomático. "Até o momento, não existe essa recomendação para uso generalizado de máscara dentro de casa visto que o compartilhamento de ambientes apresenta outros riscos de transmissão, como o compartilhamento de objetos como toalhas, camas, sofás, permanência em locais com distância de menos de 1,5 m, realização de refeições no mesmo ambiente... Assim, o uso de máscara não teria papel em ambientes intradomiciliares, entre pessoas com contato íntimo contínuo".

Recomendação é que, por enquanto, apenas infectados e pessoas em contato com esses infectados usem máscara em casa (Christo Anestev/Pixabay)

Enquanto isso, Dr João Prats, infectologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo, menciona que por enquanto, usar máscara em casa não é um parecer necessário, só em algumas situações específicas em que tem muita gente morando em casa e as condições de distanciamento são ruins, bem como em situações que não se consegue higienizar a casa adequadamente.

"'É claro que, se tiver uma pessoa suspeita ou doente em casa, faz sentido usar máscara no contato com outras", afirma o especialista. Ele cita estudos que levantam essa questão, mas diz que não dá para concluir muita coisa, embora possa haver um potencial de uso de máscaras em algumas situações específicas dentro de casa. "Resta a gente aguardar um pouco. Pode ser que o ministério solte isso para algumas regiões do país, especialmente nessas condições em que a moradia não permite a higienização adequada ou em que se tem muita gente".

Fonte: Com informações de Popular Science

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.