Coronavírus é encontrado em embalagem de carne bovina enviada do Brasil à China

Por Natalie Rosa | 13 de Novembro de 2020 às 18h30
Usman Yousaf/Unsplash

A cidade de Wuhan, na China, epicentro do coronavírus, anunciou nesta sexta-feira (13) que o SARS-CoV-2 foi encontrado em embalagens de carne bovina importadas do Brasil. Os produtos são da marca Marfrig Global Foods, originadas da unidade de Várzea Grande, no Mato Grosso, de acordo com o código de registro.

As informações foram divulgadas pela Comissão Municipal de Saúde do país asiático, afirmando que três amostras positivas foram detectadas na parte externa das embalagens. A carne entrou na China através da costa leste do país, pelo Porto de Qingdao, chegando no dia 17 de agosto a Wuhan, mas não teria chegado ao mercado. A comissão revelou ainda que foram adotadas medidas de segurança no local onde estava a carne, com isolamento e desinfecção.

Imagem: Reprodução/Paulo Whitaker/Reuters

Em resposta à Reuters, a Marfrig afirmou que não vai falar sobre o assunto, e o Ministério da Agricultura revelou que ainda não foi notificado pelas autoridades sanitárias do país asiático. Além deste caso, em outubro, o governo chinês também disse que foi detectada a presença do coronavírus em uma carga de carne também bovina da empresa Minerva Foods, que acabou sendo suspensa por uma semana.

No mês de agosto, a prefeitura da cidade de Shenzen, também na China, disse ter encontrado o SARS-CoV-2 em embalagens de frango enviadas do Brasil pela empresa Aurora, de Santa Catarina. A notícia resultou na suspensão voluntária das exportações para a investigação do ocorrido, permanecendo assim até hoje. Um mês depois, em setembro, o mesmo aconteceu com a empresa brasileira Monteiro Indústria de Pescados, com o coronavírus sendo encontrado nas embalagens de uma das cargas.

Fonte: Uol, G1  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.