Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como resolver a sonolência diurna? A resposta não é a cafeína!

Por| Editado por Luciana Zaramela | 19 de Maio de 2023 às 17h56

Link copiado!

Jm_video/Envato
Jm_video/Envato

Tem pessoa que costuma dormir mal ou ter insônia e, obviamente, isso acaba impactando no rendimento do dia seguinte. No entanto, boas xícaras de café ou a ingestão de outra bebida com altas quantidades de cafeína já conseguem contornar o sono. A questão é que alguns indivíduos, por problemas de saúde, desenvolvem um quadro de sonolência excessiva durante o dia. As implicações para a saúde são inúmeras e, até agora, não existiam muitos consensos sobre qual seria o melhor tratamento.

Para dimensionar a dificuldade, as pessoas com a sonolência diurna excessiva têm uma enorme vontade de dormir durante o dia, o que é potencialmente perigoso. Por causa da fadiga de uma semana (ou de um mês) de noites não dormidas, o paciente pode ter um apagão enquanto está dirigindo ou mesmo cozinhando. A condição também impacta no trabalho e nos estudos.

Focando em pacientes com a síndrome da apneia obstrutiva do sono (Saos) — a doença na qual os principais sintomas são o ronco excessivo e a sonolência diurna —, cientistas da McMaster University, no Canadá, descobriram que o uso de um remédio já conhecido, o solriamfetol, é o mais eficaz entre as terapias disponíveis para o quadro. A pesquisa completa foi publicada na revista Annals of Internal Medicine.

Continua após a publicidade

Tratamentos para a apneia obstrutiva do sono

Apesar da descoberta do melhor remédio, os pesquisadores reforçam que o tratamento padrão para a apneia obstrutiva continua a ser a máscara facial com pressão positiva contínua em vias aéreas. É um respirador acoplado em uma espécie de máscara “de inalação” que auxilia o indivíduo a respirar melhor durante à noite.

“A coisa mais importante que as pessoas com Saos devem fazer é usar a máscara de pressão positiva, mas, se ainda enfrentarem a sonolência diurna, existem opções na forma de medicamentos que podem reduzir o cansaço”, explica Tyler Pitre, médico e um dos autores do estudo, em comunicado. Em outras palavras, mesmo eficaz, o remédio é a última opção.

Entenda o estudo que descobriu solução para a sonolência diurna

No estudo que descobriu a melhor forma de tratar a sonolência diurna, os pesquisadores conduziram uma revisão sistemática de outros 14 ensaios clínicos, que testaram diferentes medicações e soluções já propostas para o sono excessivo. No total, o levantamento envolveu dados coletados a partir de mais de 3 mil voluntários.

Analisando os dados clínicos, os cientistas observaram que o medicamento mais promissor foi o solriamfetol. Além dele, outros dois remédios apresentaram resultados promissores no combate da fadiga, o pitolisant e a armodafinila.

“Seria interessante ver a eficácia desses medicamentos contra a fadiga no tratamento de doenças relacionadas, como síndrome da fadiga crônica e a covid longa, agora, que sabemos que eles funcionam para uma condição semelhante”, afirma Dena Zeraatkar, outra autora do estudo.

Continua após a publicidade

Fonte: Annals of Internal Medicine e McMaster University