Coronavírus: como higienizar corretamente seu celular e se proteger

Por Natalie Rosa | 18 de Março de 2020 às 14h15
Reprodução

Vivemos uma pandemia, e não há nada mais recomendado que cuidar da sua higiene e a de seus próprios objetos pessoais. Com a rápida propagação do novo coronavírus (causador da COVID-19), a população vem ficando mais atenta, cuidando principalmente para não encostar a mão no rosto.

Pessoas contaminadas podem encostar em corrimãos, mesas de restaurante, portas de ônibus e metrôs e, facilmente, deixar um resquício de contaminação sobre estas superfícies. É quando uma pessoa saudável encosta nestes mesmos lugares e leva a mão ao rosto, seja tocando no nariz, na boca ou nos olhos, ela também se contamina.

Para matar o vírus e evitar que a contaminação aconteça, a recomendação — não só em época de pandemia — é usar e abusar do álcool em gel específico para higiene das mãos, depois de, claro, lava-las muito bem com água e sabão por cerca de 20 a 30 segundos. É claro que só isso não vai evitar que o vírus entre em nosso organismo, pois todos carregamos um objeto no qual encostamos o tempo todo — e que é antro de vírus, fungos e bactérias: ele mesmo, o smartphone.

Saiba mais sobre o coronavírus no Canaltech:

Por que higienizar o celular?

Lavamos e usamos álcool em gel nas mãos e evitamos encostar em objetos que todo mundo encosta, mas não é exagero ter em mente que em praticamente todos os momentos em que esse contato aconteceu, você muito provavelmente tocou em seu smartphone depois. Usamos o celular nas ruas e levamos para a casa diversos tipos possíveis de bactérias; portanto, negligenciar sua higienização pode ser crucial para uma contaminação por vírus de toda sorte, inclusive o novo coronavírus.

Então, você deve estar se perguntando: qual é a melhor forma de higienizar o meu smartphone? Diferente do nosso corpo, os cuidados com aparelhos eletrônicos devem ser específicos na hora de fazer uma limpeza completa. Falamos sobre o processo de higienização de celulares a seguir.

O que usar para higienizar o celular?

Os produtos mais eficientes para higienização de celulares são álcool etanol com concentração 70% e álcool isopropílico com concentração 70%. O primeiro produto é recomendado pela Samsung para aparelhos com revestimento ou superfície em cerâmica, vidro e metal. Já a segunda opção é uma recomendação da Apple para seus aparelhos, conforme a empresa divulgou recentemente em seu site.

Evite usar produtos abrasivos, como cloro, água sanitária ou álcool em gel, tanto de farmácia quanto de limpeza geral, no produto. Quando em contato com os smartphones, o resultado do gel não é tão positivo em relação à durabilidade do aparelho. Isso porque as telas de celulares contam com um revestimento que ajuda no combate a manchas e impressões digitais, e os limpadores citados podem causar danos a elas. Produtos abrasivos também danificam o revestimento e a parte interna do celular, caso escorram para o interior da carcaça, resultando em danos irreversíveis.

Como higienizar corretamente seu celular

Chegou a hora de desinfetar o seu smartphone! Antes disso, não se esqueça de remover acessórios conectados e capas. Com relação às capas de silicone, elas podem ser lavadas com água morna e sabão, ou higienizadas com um pano levemente umedecido com álcool. Outros tipos de revestimento, como tecido ou couro, devem seguir a recomendação do fabricante para higienização.

Importante: o processo de higienização deve ser feito com o celular desligado. O aparelho deve ser ligado somente quando o produto estiver secado completamente.

Higienizando entradas de conectores e saídas: pegue cotonetes e remova um pouco do algodão da pontinha para deixá-lo mais fino e, na sequência, use para limpar as entradas do celular, tomando sempre cuidado para não deixar resquícios de algodão dentro delas. Evite também usar de força na hora de limpar, pois assim você impede que algo saia do lugar ou fique danificado. Outra opção é usar uma escova de dentes bem macia para fazer essa limpeza.

Higienizando o celular: agora, pegue um lencinho de papel ou um guardanapo de microfibra que não solte fiapos e umedeça com álcool isopropílico 70%. Nunca aplique o produto diretamente no celular.

Outra recomendação é não encharcar o pano com o produto, evitando que gotas entrem no aparelho e sejam prejudiciais. Esse álcool pode ser adquirido preferencialmente em farmácias e lojas de componentes eletrônicos.

Passe o lenço em todo o corpo do seu celular, nas bordas e na tela. Espere secar e passe mais uma camada para garantir, uma vez que a primeira vai eliminar mais a sujeira visível, e espere novamente até que seque completamente.

Colocando a capa: com a case lavada e seca, e o aparelho desinfetado, coloque-a novamente no dispositivo. Aplique o lencinho com álcool isopropílico em toda a parte visível e aguarde secar. Se ficar algum risco ou mancha, pegue um pedaço de tecido de microfibra para limpar, evitando riscos.

Pronto! Agora, lembre-se de sempre lavar as mãos com sabão e desinfetar com álcool em gel antes de manusear o seu aparelho, principalmente se você tiver acabado de voltar de lugares públicos. O mesmo procedimento pode ser feito no seu computador, teclado e mouse, evitando que vírus e bactérias, como o coronavírus, resolva passar um tempo por lá.

Fonte: Android Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.