Cannabis medicinal previne acidentes de trânsito, segundo estudo

Cannabis medicinal previne acidentes de trânsito, segundo estudo

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 22 de Junho de 2022 às 18h30
Sonyachny/Envato

A cannabis medicinal pode prevenir acidentes de trânsito. Pelo menos, é isso o que afirma um recente estudo conduzido por pesquisadores da Temple University e da University of Arkansas (EUA), e publicado na revista Health Economics. A equipe descobriu que a legalização da cannabis diminui a quantidade de vezes que se recorre ao seguro automobilístico.

No estudo em questão, os cientistas mediram os possíveis efeitos da legalização da cannabis medicinal na segurança rodoviária através de uma análise dos dados de seguros nos EUA.

Os autores descobriram que áreas com taxas relativamente altas de direção após embriaguez tiveram um declínio notável depois da legalização da cannabis medicinal, ou seja: menos pessoas passam a dirigir sob a influência do álcool. Para se ter uma noção, os estados que resolveram legalizar a substância economizaram US$ 500 milhões com as seguradoras.

No entanto, os próprios cientistas por trás do estudo advertem contra assumir que o efeito é apenas porque as pessoas estão simplesmente substituindo o álcool por cannabis. Existem outros fatores que podem influenciar, como o fato de que as leis atuais de cannabis medicinal estipulam que o consumo aconteça em propriedade privada.

Cannabis medicinal previne acidentes de trânsito, segundo estudo (Imagem: twenty20photos/Envato)

"As seguradoras de automóveis cobrem 67% de todos os danos médicos e materiais causados ​​por acidentes automobilísticos. Descobrimos que a legalização da cannabis medicinal leva a uma diminuição nas indenizações de seguro de automóveis em média de US$ 22 por apólice por ano”, concluiu a equipe.

Segundo os cientistas, essa consequência causada pela legalização da cannabis medicinal é ainda mais forte em áreas diretamente ligadas a um dispensário, uma repartição destinada à distribuição de determinados medicamentos.

No Brasil, a cannabis medicinal já conta 15 produtos específicos aprovados, como o Canabidiol Active Pharmaceutical (20 mg/ml), o mais recente a ser considerado pela Anvisa. Diversos estudos já apontaram benefícios do produto medicinal à base de cannabis, como a redução da depressão, por exemplo.

Fonte: Health Economics, IFL Science

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.