Brasil registra 600 mil mortes em decorrência da covid, segundo levantamento

Brasil registra 600 mil mortes em decorrência da covid, segundo levantamento

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 08 de Outubro de 2021 às 10h47
Twenty20photos/Envato Elements

Na noite de quinta-feira (7), o Brasil ultrapassou a marca dos 600 mil óbitos em decorrência da covid-19, de acordo com levantamento feito pela Agência CNN com as secretarias estaduais de saúde. No total, o país soma 21.536.707 casos da infecção causada pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 600.067 mortes.

No entanto, o levantamento divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) marca 257 óbitos a menos. O último levantamento, divulgado na tarde de quinta, contabilizava  599.810 óbitos e 21.532.558 infecções do coronavírus em todo o território brasileiro. Nas últimas 24h, foram acrescentados 451 óbitos e 15.726 casos. 

Na pandemia da covid-19, Brasil marca 600 mil óbitos em decorrência da infecção (Imagem: Reprodução/Fusion Medical Animation/Unsplash)

A diferença entra as contagens, segundo a CNN, se deve à diferença entre os horários de divulgação dos dados da covid-19. Isso porque o relatório do Conass contabiliza apenas o que foi informado até às 18h. Já o levantamento independente foi anunciado às 22h.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Histórico de mortes da covid no Brasil

No dia 12 de março de 2020, o Brasil registrou a primeira morte oficial em decorrência da covid-19, na cidade de São Paulo. Passados 149 dias daquele primeiro óbito, o país chegou aos 100 mil mortos em decorrência da infecção. A marca foi alcançada no dia 8 de agosto daquele ano.

Mais 152 dias, o Brasil chegou aos 200 mil óbitos. O registro foi feito no dia 7 de janeiro de 2021. Em seguida, apenas 76 dias se passaram para que o país somasse 300 mil mortes, o que aconteceu no dia 24 de março deste ano. Em mais 36 dias, a contagem alcançou os 400 mil mortos, em 29 de abril.

Com o efeito da vacinação em massa no país, o número de óbitos passou a registrar quedas consecutivas. Nesse sentido, foram necessários mais 51 dias para que o Brasil chegasse aos 500 mil mortos. A marca foi registrada no dia 19 de junho. Agora, passaram-se 110 dias, para que o país somasse as 600 mil mortes. 

No ranking dos estados, São Paulo é quem lidera tanto no número de casos quanto no de mortes. Segundo o último levantamento do Conass, são 150.540 óbitos e 4.376.700 infecções. Em seguida, está o Rio de Janeiro, com 66.785 mortes. Em terceiro lugar, esta Minas Gerais, contabilizando 54.873 óbitos.

Nesta sexta-feira (8), mais de 45% da população brasileira está com o esquema vacinal completo — com duas doses ou imunizante de dose única —, o que representa 56,9 milhões de pessoas. Os dados são da plataforma Our World in Data.

Fonte: ConassCNN e Our World in Data   

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.