Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Beber água gelada estimula o nervo vago e alivia o estresse

Por| Editado por Luciana Zaramela | 30 de Junho de 2023 às 11h06

Link copiado!

Prostock-studio/Envato
Prostock-studio/Envato

Dias estressantes, de cansaço e muita ansiedade podem ser melhorados com um pequeno truque que "hackeia" o nosso corpo: beber alguns copos de água gelada. O pequeno estresse interno causado pelo líquido é capaz de ativar o nervo vago e gerar algumas melhoras no indivíduo, incluindo na frequência cardíaca.

No entanto, a estimulação do nervo vago não é definitivamente uma mágica. É apenas a aplicação de um conhecimento sobre o mecanismo fisiológico do corpo e o comportamento do nervo vago. Se a carga de estresse estiver muito alta, outras medidas podem ser necessárias, incluindo momentos de descanso, boas noites de sono e até o início de uma terapia.

Onde fica o nervo vago?

Continua após a publicidade

Vale explicar que o nervo vago é o mais longo dos 12 pares de nervos cranianos que se originam no cérebro. A questão é que ele não se limita ao seu ponto de origem, estendendo-se até o abdômen. Nesse caminho, passa pelo coração, pelos pulmões e até por alguns órgãos do sistema digestivo.

Quando o nervo vago está ativo e “tonificado”, ele ajuda o corpo a realizar diferentes funções, como engolir, respirar, manter a frequência cardíaca, digerir, regular as emoções e controlar a dor, detalha Ilene Ruhoy, neurologista do hospital Mount Sinai South Nassau, nos Estados Unidos, para o site Woman's World.

O segredo do nervo vago para conseguir se envolver com tantas operações está em sua conexão direta com o sistema nervoso central (SNC). Na verdade, é este o nervo que transmite informações sensoriais sobre o estado desses órgãos. Em um exemplo mais prático, é capaz de saber quão cheio está o estômago de um indivíduo.

Agora, quando o nervo vago deixa de realizar suas funções, a comunicação entre o cérebro e o corpo é impactada. Isso implica em alguns desdobramentos neurológicos, como exaustão, névoa mental, ansiedade e mau-humor.

Como aliviar o estresse a partir do nervo vago?

Em uma relação que é difícil de saber a causa e a origem, os estressores diários também provocam o enfraquecimento do nervo vago, conforme explica Paul Spector, médico psiquiatra e diretor da organização Pantheon Medicine. Então, discussões diárias e estresse podem afetá-lo negativamente.

Por outro lado, induzir o organismo a um nível de estresse moderado, controlado e pontual é capaz de neutralizar os efeitos negativos associados com o enfraquecimento do nervo vago. É o caso de beber água gelada, que obriga o corpo a se adaptar positivamente a esse estressor, enquanto normaliza e regula a temperatura interna.

Continua após a publicidade

Esse mecanismo é conhecido como hormese. Em resposta ao estresse térmico, o nervo vago é ativado e, paralelamente, os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, diminuem no sangue devido à atividade comandada pelo sistema nervoso.

Beber copo de água gelada é uma solução

Buscando formas de diminuir a frequência cardíaca, pesquisadores da National Yang-Ming University, em Taiwan, mais de 50 voluntários para que tomassem 250 ml (um copo) de água gelada. A medida bastante simples foi eficaz em reduzir a atividade do coração, e parte da explicação está na ativação do nervo vago.

Continua após a publicidade

Publicado na revista científica Clinical Autonomic Research, o estudo revela que a atividade do nervo vago aumentou 39% em pessoas que beberam um copo de água gelada. A hipótese mais provável é que a água fria ative as terminações nervosas do esôfago, ativando o nervo e ele, por sua vez, leva a redução dos batimentos cardíacos. Isso induz a uma sensação de mais calma e de menos estresse.

Fonte: Woman's World e Clinical Autonomic Research