Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como a ansiedade afeta diferentes partes do seu corpo

Por| Editado por Luciana Zaramela | 09 de Fevereiro de 2023 às 18h30

Link copiado!

davidpereiras/envato
davidpereiras/envato

A ansiedade pode ser definida como um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, e dependendo das circunstâncias ou intensidade, pode se tornar patológica, ou seja, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal). Os transtornos da ansiedade têm sintomas muito mais intensos do que aquela ansiedade normal do dia a dia, afetando vários aspectos diferentes do corpo humano.

Sintomas cardiovasculares

De acordo com um estudo publicado na Frontiers in Psychiatry, a ansiedade pode prejudicar o funcionamento do nervo vago, responsável por transportar informações entre o cérebro e os órgãos internos, além de reduzir a variabilidade da frequência cardíaca.

Continua após a publicidade

Esse nervo vago desempenha um papel central na regulação da atividade cardíaca, então quando não funciona adequadamente, pode levar o coração a não se contrair de maneira eficiente.

Sintomas respiratórios

Esse tipo de transtorno também pode implicar em problemas de respiração e tontura. Os especialistas apontam que, quando sentimos ansiedade, esperamos que algo ruim pode acontecer, e o corpo reage para nos ajudar a lidar com uma situação intensa ou estressante.

Na prática, isso resulta em uma resposta de luta ou fuga, e o corpo aumenta a respiração, o que ironicamente pode fazer com que as pessoas sintam falta de ar, e aumenta ainda mais a ansiedade propriamente dita. Já a tontura resulta de uma redução dos níveis de dióxido de carbono no sangue, e pode se tornar uma náusea ou até um formigamento nas mãos ou nos pés.

Sintomas digestivos

Enquanto isso, um estudo da Frontiers in Systems Neuroscience diz que quando um indivíduo está ansioso, mais hormônios do estresse entram em seu sistema digestivo, o que pode levar a problemas como inchaço, dor abdominal, náusea e constipação.

Outro impacto negativo da ansiedade é que esse transtorno trabalha com hormônios que também podem atrapalhar o equilíbrio das bactérias no intestino, levando a inflamações. Estudos já notaram que pessoas com transtorno de ansiedade tendem a ter mais bactérias pró-inflamatórias (como Enterobacteriaceae e Desulfovibrio) e menos bactérias benéficas (como Faecalibacterium).

Continua após a publicidade

Fonte: Frontiers in Psychiatry,  Frontiers in Systems Neuroscience,  American Psychologial Association, Anxiety & Depression Association of America via Live Science