Publicidade

Twitter repartirá lucro de anúncios com criadores, mas com uma condição

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 06 de Fevereiro de 2023 às 09h31

Link copiado!

(Imagem: Reprodução/ Charles Deluvio/Unsplash)
(Imagem: Reprodução/ Charles Deluvio/Unsplash)
Tudo sobre Twitter

O Twitter vai dividir a receita obtida a partir de anúncios em threads com criadores de conteúdo, anunciou Elon Musk na última sexta (3). Sem se aprofundar sobre o mecanismo, o bilionário apenas disse que o recurso será exclusivo para assinantes do Twitter Blue.

Não foram compartilhados detalhes sobre a monetização de threads, como a parcela que será destinada aos criadores, se será possível desabilitar a função e como será medido o engajamento com publicidade. Contudo, alguns usuários da plataforma já devem estar usufruindo do recurso, visto que ele começou a valer ainda na sexta.

Continua após a publicidade

Permitir a monetização de conteúdo na plataforma é um dos objetivos antigos do Twitter — antes mesmo de Elon Musk. A rede social tentou capitalizar criadores de conteúdo de várias maneiras, incluindo o Super Follow e o botão para doações nativo.

Nova fase do Twitter

Possibilitar que criadores de conteúdo consigam renda a partir do Twitter pode garantir maior atividade à rede social. Artistas e influenciadores poderão usar a plataforma para engajar com a própria audiência, criar comunidades e, a partir disso, tirar uma renda significativa, dependendo do tamanho do público — e repartir a verba da publicidade é apenas parte do caminho.

Continua após a publicidade

O YouTube reparte os ganhos com publicidade com criadores de conteúdo há bastante tempo, o que certamente favoreceu a plataforma frente a concorrência para a permanência de criadores. O Twitter pode se beneficiar desse modelo, caso o valor dividido seja algo considerável.

Além disso, por ser restrito às threads, o Twitter encoraja que as pessoas criem publicações maiores e mais envolventes, o que por consequência manteria o usuário ativo por mais tempo.

O único contratempo desse mecanismo de monetização, porém, é a exclusividade para assinantes do Twitter Blue. A assinatura tem custo mínimo de US$ 8 (R$ 40, em conversão direta), o que pode ser um valor significativo, considerando que o valor obtido a partir dos anúncios não é integral. Caberá, portanto, ao criador de conteúdo decidir se a proposta vale a pena ou não.