Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Twitter começa a vender arrobas inutilizadas por mais de R$ 250 mil

Por| 06 de Novembro de 2023 às 15h59

Link copiado!

Alexander Shatov/Unsplash
Alexander Shatov/Unsplash
Tudo sobre Twitter

Pessoas interessadas em adquirir um nome de usuário no X (ex-Twitter) em uso por outro perfil que não utiliza mais a plataforma têm uma boa e uma má notícia pela frente. A boa é que a rede parece ter começado a vender essas arrobas; a má, é que os valores cobrados pela empresa de Elon Musk beiram o absurdo e em alguns casos passam de US$ 50 mil (quase R$ 250 mil em conversão direta).

O site da Forbes informa ter obtido e-mails tratando do caso e que esse marketplace de arrobas inutilizadas é comandado pelo @Handle Team do X — algo como “Equipe de Nome de Usuário” numa tradução livre. A publicação garante as informações vêm de atuais funcionários da empresa.

Ainda de acordo com a publicação, neste momento, a rede oferece os nomes de usuários a potenciais interessados de maneira direta. Então é possível dizer que o X começou a negociar as arrobas, mas ainda de maneira bastante restrita e exclusiva.

Continua após a publicidade

“Desocupando” nomes de usuários sem uso

Ainda em novembro de 2022, pouco tempo depois de fechar a compra do Twitter, Musk comentou que muitas contas sem uso estavam ocupando nomes de usuário e prometeu uma solução.

Em resposta, um seguidor chegou a sugerir um "handle marketplace" para comercializar essas arrobas. "Faça uma loja de arrobas", sugeriu a pessoa identificada como Paris Vega. "Permita às pessoas comprarem e venderem nomes de usuário no estilo eBay/leilão. O vendedor pode definir um preço para comprar agora ou deixar aberto ao mercado de leilão. As maiores ofertas levam. Twitter fica com uma porcentagem do valor. Libera arrobas e gera receita", conclui.

Continua após a publicidade

Em maio deste ano, o bilionário confirmou que contas inativas seriam removidas e os nomes de usuário voltariam a ficar disponíveis. Contudo, ao menos naquele momento, nenhuma palavra foi dita sobre como funcionaria este processo de “redistribuição”, mas agora tudo começa a ficar mais claro.

Se as informações vazadas por funcionários do X estiverem corretas, o critério para aquisição deve ser o mesmo usado para distribuir selos azuis de verificados: quem paga leva.

Continua após a publicidade

O que talvez ninguém esperasse é que o comando da rede social levasse a sério a ideia de “casa de leilão” com algumas arrobas — vale lembrar que, apesar de não ser mais CEO da companhia, Musk ainda é seu único proprietário e parece ter papel decisivo nos rumos que ela toma.

Incertezas

Como ainda não há uma posição oficial da empresa, não há como saber se haverá alguma distribuição gratuita de arrobas antigas. Também não há como saber a lista exata de nomes disponibilizados, se serão todos vendidos de uma só vez ou em várias fases nem quais os critérios para a precificação, se a forma de comercialização se dará no estilo leilão, com preço fixo ou vai variar conforme a arroba (com aquelas mais cobiçadas tendo um preço maior).

De qualquer forma, analisando por outro lado, na ausência de confirmação, ainda resta a esperança de que alguma parte dos nomes de usuário sejam distribuídos gratuitamente para quem chegar primeiro, como tem sido na rede desde a sua fundação.

Continua após a publicidade

Outro ponto que ainda não está claro é a questão da autenticidade. Imagine uma empresa que fez uma conta no Twitter com a arroba de sua marca, mas não utiliza mais a plataforma por qualquer razão que seja. Esses dados também serão liberados para reutilização ou não? É possível imaginar cenários em que isso, caso se concretize, resulte em prejuízo para algumas marcas, especialmente porque qualquer pessoa pode obter um selo de verificado no X atualmente.

Como solicitações de imprensa feitas ao Twitter são respondidas por uma mensagens automática dizendo que o pessoal lá está ocupado e pedindo para entrar em contato novamente mais tarde, não há como solucionar essas questões e o que nos resta é aguardar.

Contas sem uso serão excluídas

Vale registrar também que o Twitter inclui em seus termos de uso a informação de que contas sem uso por 30 dias podem ser excluídas. Também não fica evidente se essas contas eventualmente terão as arrobas retidas para posterior comercialização por parte da companhia.

Continua após a publicidade

Fonte: Forbes