Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

TikTok afirma ter aprimorado algoritmo para barrar "conteúdos limítrofes"

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 02 de Janeiro de 2023 às 15h51

Link copiado!

Pexels/cottonbro
Pexels/cottonbro
Tudo sobre TikTok

O TikTok trabalha em uma maneira para restringir o acesso a conteúdos inapropriados, porém legais do ponto de vista das regras, para crianças e adolescentes. O aplicativo já tinha uma espécie de classificação indicativa para determinados assuntos, mas está aprimorando o sistema para ser mais efetivo.

Os níveis de conteúdo foram otimizados para identificar automaticamente conteúdo sexualmente explícito, sugestivos ou "limítrofes", que testam os limites da plataforma mas não os ultrapassam. Essa última categoria é a grande novidade, pois revela uma capacidade inédita para o algoritmo de entrega da rede social.

Continua após a publicidade

"Embora a tecnologia seja mais avançada na detecção de nudez aberta, sempre haverá conteúdo limítrofe que é mais desafiador para nossos sistemas identificarem", explica o TikTok em post no site oficial. A empresa aposta em quatro fatores: mais níveis de conteúdo, melhor automação e parcerias com empresas especializadas e qualificação de criadores.

São considerados limítrofes todos os vídeos que não violam explicitamente as regras do aplicativo, mas que podem ser inadequados para públicos menores de 18 anos. Em geral, os assuntos são voltados para um público maduro e podem envolver sutis sinais como linguagem adulta, encenações ou camuflagens na linguagem e em imagens.

Conteúdo limítrofe no TikTok

Por não violar as regras, filtrar tais conteúdos é uma tarefa difícil para as empresas de mídias sociais. O Instagram, por exemplo, busca formas eficazes de cuidar disso, mas até hoje não conseguiu encontrar a fórmula.

Muitos mesclam conteúdos inapropriados a jogos populares ou usam imagens não relacionadas para tentar transmitir as mensagens potencialmente sugestivas. Esse tipo de prática é relativamente comum em conteúdos de língua inglesa, pois a base de público é mais ampla.

Ainda não está claro sobre como o algoritmo do TikTok funciona de fato nem sobre a sua precisão. Segundo a empresa chinesa, o sistema já impediu que mais de um milhão de contas de adolescentes visualizassem vídeos sexualmente sugestivos.

TikTok na luta contra conteúdo impróprio

Criadores de conteúdo do TikTok também poderão restringir manualmente seus vídeos a espectadores adultos. Essa era uma possibilidade que já existia nas lives, mas ainda não estava disponível nos conteúdos curtos.

Continua após a publicidade

O TikTok também fez uma parceria com a StopNCII.org para impedir a disseminação de nudes e fotos íntimas não consensuais. Cada pessoa pode criar hashes (impressões digitais únicas) das imagens e vídeos em questão. Tudo ocorre no seu próprio dispositivo, sem o envio de dados para a web, como forma de garantir a privacidade dos usuários.